Comportamento

No Dia do Sexo, veja 30 curiosidades sobre o assunto

Getty Images
Sexo faz bem para a saúde, traz bem-estar e aumenta a autoestima, segundo especialistas imagem: Getty Images

RENATA RODE
Colaboração para o UOL

Nada mais sugestivo que o dia “6 do 9”. Lembrando uma das posições sexuais mais famosas, o Dia do Sexo chegou para você aproveitar de forma consciente essa data. Para ajudar, a reportagem do UOL preparou uma espécie de guia com dúvidas, informações e curiosidades sobre esse universo. Aproveite as dicas dos especialistas.

1 Por que o sexo é tão importante na vida?
“O sexo é muito importante porque traz inúmeros benefícios à saúde, como a melhora da pressão arterial. Inclusive, o assunto já foi tema em concentração de jogadores de futebol e verificou-se que a prática aumentou o rendimento físico, trazendo mais energia vital à pessoa. Isso sem citar a autoestima, que aumenta consideravelmente”, explica a terapeuta sexual Vânniah Neves.

2 Ensaio sensual
Você sabia que a mulher brasileira é uma das que mais consomem ensaios sensuais no mundo? Uma das empresas pioneiras desse ramo, a Nude, foi convidada para ilustrar o documentário francês “Sex in the World City”, que já estreou em Nova York. O programa exibido no canal Paris Première mostra as vertentes da sensualidade de cada país e, por aqui, o ensaio sensual desponta como preferência para seduzir.

3 Sexo é tão importante quanto a alimentação
Quando existe um desequilíbrio entre o yin (frio) e o yang (calor), mesmo sem uma patologia aparente, perde-se o interesse pelo sexo, e as pessoas ficam tristes, deprimidas, depressivas, irritadas, impacientes e perdem o sono. “A acupuntura, por exemplo, preconiza que a saúde mental está intimamente ligada à saúde sexual. Para essa terapia, o sexo é tão importante quanto a alimentação, o sono, a sede e as necessidades fisiológicas, já que a atividade nos torna mais felizes, pacientes, saudáveis e com menor índice de doenças”, declara a especialista Aparecida Enomoto.

4 Fetiche novo
Você sabia que existe um fetiche por roupas de couro ou vinil? Alguns homens chegam a se excitar apenas com o cheiro desses materiais. Você pode acompanhar essa tendência em videoclipes da cantora Lady Gaga, por exemplo. Pensando nesse público, o estilista Heitor Werneck criou um espaço exclusivo e discreto em sua loja, A Escola de Divinos, em São Paulo, para que as pessoas possam se “montar”. O arsenal oferece roupas e adereços diversos. “Temos espartilhos, roupas de vinil e fetichistas justamente para estas pessoas que gostam de fugir do padrão - pelo menos fugir por alguns minutos”, afirma o empresário.

5 É possível viver sem sexo?
“Na verdade, o ser humano é perfeitamente adaptável e consegue sem nenhum problema viver sem sexo, mas, em minha opinião, com sexo a qualidade de vida é muito melhor. Imagine se, por causa de algum fator, você tivesse que optar por viver sem sexo ao lado de quem você ama? Seria um verdadeiro dilema”, diz Vânniah.

6 Ter uma vida sexual saudável é mais importante para o homem do que para a mulher?
Ter uma vida sexual saudável é bom para os homens e também para as mulheres. Os homens pensam mais em sexo porque eles usam outro hemisfério cerebral, porém há ainda o aspecto psicológico: a busca da autoafirmação. Já as mulheres tendem a associar o sexo ao lado emocional. Para os dois, no entanto, o sexo é um complemento da relação, que traz felicidade e bem-estar.

7 Apetrechos podem transformar uma transa?
É óbvio! Empresas como a Inside oferecem mais de 80 opções de cosméticos sensuais para que você dê um “up” na cama! A vela hidratante, por exemplo, traz um clima de romance devido à iluminação e ao efeito estimulante do óleo natural quentinho que ela libera.

8 Ter a fantasia que está sendo estuprada é normal?
“Sim, é normal. Enquanto for uma fantasia ou estiver se resumindo a pedidos para que seu namorado brinque de fingir que está forçando a barra para fazer sexo, tudo bem. Talvez vire um problema se você começar a incitar estranhos na a fazer o mesmo – e certamente com isso vai descobrir que a realidade não se parece nada com a fantasia” – trecho do livro “Sexto Sexo”, de Fernanda Lizardo, da Blog Books.

9 Por que, quando estamos felizes com o sexo, isso se transporta para outras áreas em que atuamos?
Porque necessitamos amar e ser amados. Quando há esse encontro com a pessoa desejada ficamos felizes e isso reflete em todas as áreas. Além disso, a prática sexual desperta diversas reações químicas no corpo, proporcionando um melhor funcionamento do organismo e bem-estar. Isso nos torna mais dispostos para o dia a dia.

10 É verdade que quanto mais sexo anal se faz menos vai doer ou incomodar?
“Sim, é verdade. Quando começamos a fazer o sexo anal ele vem acompanhado de medo, pudor e insegurança, com isso a musculatura ao redor do ânus não relaxa e você acaba sentindo dor e desconforto. Com o tempo, e a realização mais frequente, o medo e o incomodo vão diminuindo porque você se sente mais segura e a relação passa a ser mais prazerosa”, explica a fisioterapeuta uroginecológica Débora Pádua, da Clínica José Bento de Souza.

11 Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?
Porque eles são de Marte... Brincadeiras à parte, isso não é uma regra, mas quando ocorre é porque geralmente as mulheres são mais românticas e os homens, práticos. Uma relação sexual que muitas vezes para mulher é um ato de amor, para o homem foi apenas mais uma transa.

12 Existe fórmula para o orgasmo feminino?
Segundo Jenny Hare, autora do livro “Orgasmos: como chegar lá” da Editora Best Seller, há alguns passos certos para atingir o ápice do prazer:
Passo 1: aplique uma boa quantidade de lubrificante, sendo que a região deve ficar bem escorregadia para não haver atrito.
Passo 2: experimente sensações de contato com sua própria pele, usando as mãos e sentido-as na boca, seios e outras partes do corpo.
Passo 3: use a mão que tiver mais habilidade para começar a se tocar.
Passo 4: experimente usar a pele de cima da mão, com o apoio da outra, para movimentar-se na parte de baixo.
Passo 5: usando as pontas do dedo indicador, sinta seu clitóris e explore toda a área, sentindo a vibração do toque e o aumento da pulsação, de acordo com o aumento do desejo e excitação. Deixe-se levar e pratique muito.

13 Por que, quando a mulher não está excitada e não tem lubrificação, existe a dor?
A lubrificação só acontece quando a mulher está excitada e uma das funções da lubrificação é tornar a penetração mais confortável. Para que ela aconteça é necessário estímulos - como beijos, abraços, sexo oral e manipulação manual, entre outros.

14 A solidão e o desencontro são males vividos pela sociedade atual?
“A harmonia afetiva se tornou um bicho-de-sete-cabeças pelo total desconhecimento das naturezas femininas e masculinas e o nível de descontentamento nas relações é bastante alto. O que agrava mais ainda a situação é o fato de as mulheres terem focado tanto o mundo profissional, perdendo até certa feminilidade. Isso mata a atração entre os sexos de certa forma”, declara Chekes Soledad, psicóloga e especialista no desenvolvimento do feminino e artes sensuais.

15 Toda mulher pode usar um vibrador
Essa afirmação é a mais pura verdade, mesmo que ela tenha uma vida sexual superativa. Quanto mais estimulação e de maneiras diferentes, melhor. É também uma forma de conhecer o próprio corpo, descobrir áreas erógenas e “treinar”. Claro, tudo com bom senso e uma pitada de fetichismo. Pensando nisso, a Revelateurs traz o Minx Feather Deluxe, um minivibrador de alta tecnologia, possibilitando variações de temperatura entre frio e calor.

16 Perfume afrodisíaco
O feromônio, poderoso hormônio da atração, tem a função de atrair o parceiro fisicamente, por meio do olfato. O nome tem origem nas palavras gregas “phero” e “hormon” que juntas significam “trazer excitação”. A atuação do feromônio acontece na outra pessoa, despertando o desejo para o sexo, o namoro e a paixão, enquanto a quantidade de testosterona afeta a forma como homens e mulheres se sentem atraídos. Por isso, fique de olho em suas alterações hormonais.

17 Por que homens e mulheres não se entendem?
“Nem homens nem mulheres receberam, desde a infância, uma educação e reconhecimento para estabelecer relações. As pessoas não recebem informação que lhes ajudem a conhecer e reconhecer o parceiro adequado. A maioria delas escolhe o parceiro baseado no modelo e experiência dos pais, nos sonhos ou no que a mídia apresenta (filmes, novelas, revistas). Conclusão: é necessário aprender na prática”, declara Chekes.

18 É verdade que quanto mais penetração eu tiver no ânus, mais a abertura dele vai aumentar?
A abertura no ânus só acontece no momento da relação sexual pelo relaxamento provocado e pela penetração do pênis. Depois, ele volta ao normal. Com o passar do tempo e com a idade muitas modificações podem acontecer no corpo e também no canal anal, mas nem sempre esta modificação está ligada ao sexo anal.

19 Como posso fazer para encontrar meu ponto G?
“Muitos pesquisadores acreditam na existência do ponto G e dizem que para tocá-lo você deve introduzir um dos dedos no canal vaginal cerca de 4 a 5 cm na parede anterior, ou seja, como se tivesse tocando seu umbigo. Quando tocado é possível sentir algumas rugas e neste local é preciso apertar para dar estímulos de pressão”, diz Débora.

20 É verdade que o exercício de pompoarismo aumenta o prazer do homem?
O pompoarismo provoca uma sensação muito diferente no homem. O fato de apertar os músculos do assoalho pélvico faz com que ele sinta muito mais prazer por sentir muito mais o canal vaginal. Além disso, a relação também será muito mais prazerosa para a mulher, que sentirá a fricção do pênis durante a relação.

21 Existe um segredo para ser feliz no sexo?
“Na cama o mais importante é:
- Primeiro: uma conversa franca e objetiva sobre o que acende o outro e o que apaga sua libido. O parceiro também deve ouvir você.
- Segundo: como uma equipe, vocês devem planejar momentos a dois que incendeiem a relação. Às vezes, uma simples mudança de atitude do homem e da mulher já é o suficiente.
- Terceiro: o mais importante de tudo é colocar planejamento em ação e curtir a dois, sempre!”, ensina Nelma Penteado, consultora de relacionamentos.

22 Porque os homens pensam em sexo tantas vezes por dia e as mulheres nem tanto?
“A mulher foi programada desde pequena a pensar no príncipe, como uma história romântica, de contos de fada. Ela perde uma gigantesca quantidade de energia agindo dessa forma, pois cada vez que pensa 'nele', está lhe doando energia sexual, ao invés de praticar na realidade”, analisa Chekes.

23 A ambientação do quarto é importante para o sexo?
Sem dúvida. A cama é o foco central do quarto, por ser a maior peça do ambiente. “Todos sonhamos com uma cama king size, mas ela não é a melhor opção sempre. É preciso assegurar que exista espaço de circulação adequado em torno da cama, em todos os sentidos. Quartos pequenos são favorecidos por camas e cabeceiras baixas, que dão a impressão de um espaço mais amplo. Para os espaços maiores, camas e cabeceiras altas são mais indicadas. Nem todas as camas necessitam de uma cabeceira, podemos utilizar a parede como cabeceira ou então optar por um modelo de couro, acolchoado ou forrado de tecido, para que possa ser facilmente alterado”, destaca a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

24 Qual a fórmula para o sucesso na cama e fora dela?
Amar-se e ter prazer em tudo. Se uma pessoa não sente prazer pela vida (trabalhar, comer, exercitar-se etc.) como ela vai ter excitação no campo sexual? Uma pessoa é magnética e irresistível sexualmente quando sabe ter prazer sozinha ou acompanhada, seja na cama ou fora dela. Esse é o segredo.

25 Por que adolescentes são tão descontrolados na área sexual?
Na adolescência o corpo passa por uma série de mudanças físicas e psíquicas, e entre elas inclui os relacionamentos afetivos. “Com os relacionamentos aprendemos a conhecer os outros e a nós mesmos. Emoções desconhecidas florescem; sensações diferentes brotam; e todo o corpo fervilha com um prazer novo que parece dar vida nova a quem está apaixonado”, comenta o psicólogo especialista em relacionamentos Silmar Coelho.

26 É verdade que o homem gosta de mulher comportada na sociedade e sem pudores na cama?
Claro! A sexualidade não é educada. Essa é uma energia instintiva de vida, sem limites culturais. Óbvio que ela pode e deve ser refinada, transformada em uma arte para que a pessoa tenha domínio sobre o prazer, mas, entre quatro paredes, vale tudo. E o homem se encanta com isso.

27 É normal ter fantasias sexuais?
“A fantasia é algo inerente ao ser humano. Fantasiar é imaginar o que pode acontecer, é ter capacidade de perceber imagens, é utilizar a imaginação a favor do sexo. As fantasias sexuais são importantes na vida das pessoas, pois alimentam o desejo. São fenômenos eróticos comuns que podem surgir de forma consciente ou inconsciente, dependendo do modelo de educação que o indivíduo recebeu e também do seu jeito de ser”, informa Marilandes Ribeiro Braga, psicóloga e terapeuta sexual.

28 A verdade sobre as fantasias
A fantasia sexual está relacionada com necessidades, instintos e desejos de satisfação. Algumas das mais famosas são transar em banheiro de festa, no elevador, em cima do capô do carro. A mais comum das masculinas é a transa entre duas mulheres. No fundo, todas elas alimentam nossa imaginação e servem como válvulas de escape psicológicas que descarregam tensões ou ansiedades de uma maneira criativa e saudável.

29 O que são fetiches?
Fetiches são fantasias que envolvem objetos e ou partes do corpo. Sapato alto, meias, lingerie, botas, esse arsenal faz parte do fetichismo e aguça a imaginação, principalmente masculina, porque os homens são mais visuais que as mulheres.

30 O paladar pode dar prazer (e muito)
É comprovado que degustar e explorar os sentidos, principalmente da boca, excita. Quem nunca assistiu às cenas de orgia gastronômica apresentadas no filme “Nove Semanas e meia de Amor”? Para ajudar, reserve a caixa de Trufas Afrodisíacas, da Substância, grife especializada em alimentação saudável. As trufas foram desenvolvidas a partir de ingredientes que estão diretamente relacionados ao aumento da libido.




 

Topo