Comportamento

Erotika Fair começa com foco no público feminino

Rogério Cassimiro/UOL
Ao andar pelos corredores da feira, o visitante pode cruzar com modelos exóticas imagem: Rogério Cassimiro/UOL

RENATA RODE
Colaboração para o UOL

A 17ª Erotika Fair, que acontece no Expo Mart Center, em São Paulo, espera receber 20 mil visitantes até segunda-feira (11). Um mercado que movimenta grandes números, muitas sensações e altas cifras. Neste ano, um dos focos do evento é a mulher, afinal os negócios ligados à sedução carregam uma característica: salvam muitos relacionamentos. E parece que elas têm grande responsabilidade nisso, o que vem despertando grande interesse por parte desse nicho.

“A mulher brasileira tem um comportamento completamente diferente da americana. Nós, quando vamos consumir algum artigo erótico, pensamos em comprar algo para agradar o parceiro, sempre”, afirma Paula Aguiar, presidente da ABEME – Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual. Como prova, estão os números: pesquisa realizada em 2009 com 9 mil itens consumidos por homens e mulheres mostrou que o artigo que elas mais consomem são as bolinhas que estouram com a penetração e dão lubrificação, causam sensação de excitação e exalam perfume. Já os vibradores – que proporcionam prazer individual - são os campeões de vendas entre as americanas, segundo Paula.

Para Evaldo Shiroma, organizador do evento desde 1997, houve uma mudança do perfil de público visitante. “Esse mercado vem crescendo de 10% a 15% por ano desde 2003 e terminou 2009 com a movimentação de R$ 1 bilhão. Esse cenário acontece por dois fatores: a posição mais independente e ousada da mulher no sexo e a divulgação”, analisa.

Prova disso é a declaração que a dentista Paula Lima fez a nossa reportagem, ao lado do marido, Antônio Pericles, empresário. “Nós acompanhamos o evento faz três anos. Gostamos de saber das novidades e adoramos experimentar tudo. Isso apimenta o relacionamento e nos tira da rotina”, conta.

Sexo seguro
A marca de preservativos Preserv, presente na feira, lembra que a prevenção é um ato de amor à vida e ao relacionamento. “Nós criamos uma atmosfera saudável de interação para provar que se prevenir também pode ajudar a apimentar o sexo”, diz Alex Sodré, gerente de marketing da marca.

Segundo ele, em um estudo recente, foi apurado que 60% dos compradores de preservativos são mulheres. “E precisamos investir nesse perfil, criando, inclusive, uma comunicação voltada para elas”, anuncia.

Túnel erótico
A feira divide-se em duas partes: a gratuita e a paga, que dá acesso à vedete do evento: Delirius Erotikos ou Erotika Hot, uma megainstalação construída por uma jovem equipe de artistas plásticos, que concentra em um túnel mais de 20 atrações sensuais ao longo de 300 m de extensão. “A ideia é provocar uma reação no público, erotizar a rotina da visita à feira aguçando todos os sentidos. Há um espaço em que os visitantes estão no escuro e ouvem sussurros, por exemplo”, adianta Evaldo.

Realmente, as dependências - não só do túnel, como também dos stands – constituem uma verdadeira experiência sensorial. O Constantine Club, parceiro da Erotika, assume a área de shows e as festas liberais. Nas noites de sábado e domingo, acontecem grandes eventos no espaço Hot.

Além de produtos diversos, como roupas de vinil, acessórios variados, lingeries e fetiches, a feira também oferece serviços de profissionais que fazem ensaios sensuais com mulheres ou ensaios sensuais com pintura corporal.

SERVIÇO

8 a 11 de outubro das 15h às 23h - Grátis para maiores de 65 anos e deficientes físicos. Proibido para menores de 18 anos

Expo Mart Center – Rua Chico Pontes, 1500, Vila Guilherme, São Paulo
Erotika Business: entrada gratuita
Erotika Hot: R$ 60,00 (na entrada) e R$ 50,00 (antecipadamente na www.lojadoingresso.com.br)
Mais informações: www.erotikafair.com.br
 

Topo