Comportamento

Filme mostra aumento de interesse das mulheres por artigos eróticos

Divulgação/Mauro Kury
Cena do filme "De Pernas pro Ar", estrelado por Ingrid Guimarães, que vira sócia de sex shop imagem: Divulgação/Mauro Kury

RENATA RODE
Colaboração para o UOL

O filme “De Pernas pro Ar”, estrelado por Ingrid Guimarães, é sucesso total, seja pelos mais de 3 milhões de espectadores até agora, seja pela redescoberta da sexualidade e do prazer femininos esquecido diante do estresse e da rotina diários. “Eu amei fazer o filme. Pedi para me esperarem, já que engravidei logo antes de começar o projeto, porque me identifiquei demais com a protagonista, que mostra a história de uma mulher contemporânea cheia de atribulações e cobranças, na família e no trabalho”, diz Ingrid.

Tudo muda na vida da personagem depois que ela tem uma experiência inédita: experimenta um vibrador e tem, assim, seu primeiro orgasmo. Como durante a trama ela vira sócia de um sex shop, o filme mostra diversos produtos eróticos, além de mulheres que procuram prazer sexual, sozinhas ou acompanhadas.

Segundo Alejandro Stisin, diretor da SexToy, depois da estreia do longa, houve um aumento na procura de artigos pelas mulheres. “Chegamos até a criar em nosso site uma seção de brinquedos especiais que aparecem no filme. Já tínhamos muitas mulheres clientes em nosso sex shop, mas com certeza o filme ajudou, pois mostra que não há nada de errado em comprar ou usar esses produtos”, diz.

Para Janaina Persch Barsazcz, consultora de sensualidade, um arsenal de brinquedos só tem a agregar na vida e no relacionamento. “As mulheres precisam inovar. No sexo, isso é uma necessidade para manter uma relação a dois apaixonada. Menos preconceitos e mais prazer, esta é a fórmula da felicidade”, diz.

A especialista acredita que filmes como “De Pernas pro Ar” podem incentivar as mulheres a prestar mais atenção à própria sexualidade. Mas lembra que é preciso cautela ao chegar com todas as novidades de uma vez para o parceiro. “Eles querem novidade, sim, e não falam, muitas vezes, por medo de chocar. Essa falta de diálogo complica a vida a dois. Leve os brinquedinhos aos poucos. Não chegue com chicotes e algemas; comece com algo mais leve, como óleos afrodisíacos e gel comestível para sexo oral. Ele vai adorar e pedir mais”, aconselha.

Gostou das dicas? Então dê uma olhada no álbum de produtos acima.


 

Topo