Comportamento

Veja sete exemplos de colegas que podem prejudicar a sua carreira

Getty Images
"Dividiria os trabalhadores em equilibrados e carentes de autoestima", diz a psicóloga Débora Damasceno imagem: Getty Images

RENATA RODE

Colaboração para o UOL

Aprender a conviver com diferentes personalidades no ambiente de trabalho é fundamental para evitar desentendimentos e situações desagradáveis, já que alguns colegas podem ser perigosos. O consultor empresarial Anderson Cavalcante, autor de livros como “O Que Realmente Importa?” (Ed. Gente) e “As Coisas Boas da Vida” (Ed. Gente), lista sete comportamentos nada louváveis:

1. Exibido: Apenas quer chamar a atenção, mas não traz resultados e não coopera com os colegas
2. Egocêntrico: é egoísta. Não gosta de se abrir nem de se enturmar e só pensa em si mesmo
3. Oportunista: se faz de amigo para tirar vantagem. Não tem ética e acha que todos o ameaçam
4. Invejoso: se compara ao colega o tempo todo e acaba se esquecendo do próprio desempenho
5. Dono da verdade: acha que sabe tudo e adora dar palpite no trabalho alheio
6. Leva-e-traz: causa discórdia no trabalho, falando sobre tudo e todos (às escondias ou não)
7. Acomodado: não evolui e pode impedir o crescimento da equipe. Cumpre radicalmente o horário e só pensa no salário que virá no fim do mês

A fisioterapeuta Tricia Alethea viveu uma experiência desagradável, devido à personalidade competitiva de uma colega. “Ela adorava me provocar, porque tinha inveja de meu posto na empresa", acredita. "Um dia, ela mudou a minha mesa e as minhas coisas de lugar, para me irritar”, conta. “Ela acabou sendo dispensada, pois gastava mais tempo elaborando provocações do que consigo mesma.”

Para a corretora de imóveis Martha Alves, o pior tipo profissional é o oportunista, que é aquele que cria situações favoráveis para conseguir o que deseja. “Uma vez, no meio de uma venda, um colega se aproximou e disse que não era para eu continuar, porque a unidade estava vendida. Acreditei nele e desisti. Depois, descobri que era mentira! Ele abordou o mesmo cliente e realizou a venda, ganhando a comissão por um trabalho que eu fiz”, conta.

A psicanalista Débora Damasceno, pós-graduada pela Ecole Doctorale Recherches en Psychanalyse, na França, resume que existem dois grupos de pessoas: “Eu dividiria os trabalhadores em equilibrados e carentes de autoestima.”

De acordo com a terapeuta, as pessoas têm comportamentos muito parecidos dentro e fora do trabalho, mas algumas atitudes ficam mais evidentes em um ou outro ambiente. “Uma pessoa solitária tem dificuldade de compartilhar, inclusive afeto. No trabalho, ela pode ser considerada egoísta”, diz.

Anderson Cavalcante defende que a personalidade do profissional pode mudar de acordo com o ambiente de trabalho. “É da natureza humana reagir às ameaças para proteger o próprio território. Quando somos confrontados, nossos instintos primitivos despertam e alguém que era calmo pode se tornar um leão” . Apesar disso, ele aconselha a reagir com cautela, sem ser dominado pelas emoções. Agora, faça o teste e descubra que tipo de colega de trabalho você é:
 

Topo