Comportamento

Não deixe que os quilinhos extras atrapalhem sua vida sexual; veja opiniões e dicas

Arte/UOL
Homens e mulheres terão mais prazer quando aprenderem que o órgão sexual mais poderoso é o cérebro imagem: Arte/UOL

HELOÍSA NORONHA

Colaboração para o UOL


Você conquistou aquela pessoa especial, mas, na hora H, morre de vergonha de tirar a roupa, porque está com gordurinhas extras. Com isso, torna uma experiência que poderia ser especial em uma verdadeira catástrofe. Ou, então, faz parte daquele time que prefere fazer sexo na penumbra (ou com a luz apagada mesmo), para tentar esconder os pneus, a celulite, as estrias, a barriga saliente...


Se esse tipo de preocupação vem detonando a sua vida sexual, é hora de mudar de vida. E nem pense que estamos falando de dieta. UOL Comportamento conversou com especialistas e selecionou várias razões para você aprender a aceitar a própria silhueta e entender que o órgão sexual mais poderoso é o cérebro.

De acordo com o psicólogo Oswaldo Martins Rodrigues Jr., diretor do Instituto Paulista de Sexualidade (Inpasex), para a vida sexual, o aspecto físico faz mais diferença, apenas, antes da aproximação. "Após o primeiro contato, a aparência diminui de importância, mesmo porque já cumpriu a função, que é de atrair pela visão. Nos passos seguintes, os outros sentidos é que contam para estimular sexualmente", afirma.

 

 
Topo