Comportamento

Não deixe que a vida pessoal prejudique a sua imagem profissional; veja erros comuns

Lumi Mae/UOL
Por mais descontraído que seja o ambiente de trabalho, certas regras precisam ser seguidas imagem: Lumi Mae/UOL

HELOÍSA NORONHA

Colaboração para o UOL

Por mais informal que seja o ambiente em que você trabalha, sempre é bom ter em mente algumas regras de conduta. Alguns comportamentos podem arranhar, de maneira irreversível, a sua imagem profissional. Nenhum empregado, ao ingressar em uma empresa, chega determinado a criar problemas. Mas, ao entrar, traz uma grande bagagem de conhecimentos, mas não só isso. "O novo contratado traz também personalidade –às vezes em formação–, imaturidades, defeitos, valores em descompasso com os da organização. O que vai acontecer daí para frente, ninguém sabe”, diz o psicólogo e filósofo Waldir Biscaro, de São Paulo.

Ele afirma que a imaturidade emocional é a principal geradora de perturbações nas relações de trabalho. Ela se manifesta no dia a dia, através de pequenos incidentes, que quebram a harmonia do ambiente profissional. O indivíduo deve responder por essa coleção de pequenos defeitos no cotidiano. Exemplos? Manifestações de mau humor que contaminam o grupo, falta de urbanidade ou de civilidade no trato com colegas, descuido com a qualidade de vida no local de trabalho (fumo, conversas em voz alta), manifestação de autopiedade... "Quem aguenta isso oito horas por dia, de segunda a sexta?", pergunta Waldir.

A psicóloga Liz Verônica Vercillo Luisi, supervisora do curso de especialização em terapia familiar e de casal da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), diz que a mensagem profissional é expressa não só por conhecimento de idiomas, boa escrita e linguagem. “A comunicação vai muito mais além do que verbalizamos: todo comportamento tem valor de comunicação. Portanto, existem alguns que ameaçam qualquer qualificação ou certificado", explica. Veja, a seguir, quais as atitudes –tipicamente pessoais– muita gente costuma apresentar no escritório, mas devem ser eliminadas do repertório.

Topo