Comportamento

10 dicas de educadores financeiros para você se livrar de vez das dívidas

Thinkstock
Ter consciência de ganhos, gastos e lucros é um dos passos para sair do vermelho imagem: Thinkstock

BÁRBARA STEFANELLI

Da Redação

A compulsão por compras pode dar muita dor de cabeça. Além de geralmente ser acompanhada de endividamento, a falta de controle na hora de gastar pode prejudicar ainda mais a vida do devedor. Um dos responsáveis pelo grupo dos Devedores Anônimos do Rio de Janeiro, que preferiu não se identificar, revela que o grau mais elevado do problema acaba com relacionamentos e afunda os negócios.

“Nas reuniões do grupo, há vários tipos de queixas. As mais comuns são sobre brigas e fins de casamentos por causa de problemas com dívidas ou mesmo de gente que tem três empregos e não consegue guardar dinheiro. Mas também existem casos mais graves, de pessoas que estão levando os seus negócios à falência ou até sendo ameaçadas de morte por agiotas”, conta o devedor anônimo.

Consequências extremas como estas podem não acontecer no cotidiano de muita gente. Mas é comum que as pessoas percam o controle em compras menores e fiquem com a conta no vermelho no fim do mês. O UOL foi às ruas perguntar como os cidadãos estão gerenciando suas contas – e o resultado não foi dos mais animadores (veja no vídeo ao lado).

Para você evitar qualquer incômodo por causa de dívidas, o UOL Comportamento conversou com dois peritos no assunto. Abaixo, confira 10 dicas dos educadores financeiros Álvaro Modernell, fundador da empresa Mais Ativos Educação Financeira, e Mauro Calil, orientador do Instituto Nacional de Investidores (INI),e descubra métodos para gastar o seu dinheiro de forma mais consciente.

Topo