Relacionamento

Terapeuta de reality show ensina em livro a mudar o parceiro sem que ele perceba

Thinkstock
Livro dá dicas para recria a experiência de cura terapêutica sem sair de casa imagem: Thinkstock

Rafael Roncato

Do UOL, em São Paulo

Há momentos que um relacionamento precisa de ajuda. No entanto, para alguns homens, falar em "terapia de casal" causa arrepios. Foi pensando nisso, e com suas experiências no reality show “Tool Academy”, que a terapeuta britânica Trina Dolenz bolou uma forma de terapia sem precisar frequentar sessões --e até mesmo sem que o parceiro perceba que o casal está em tratamento.

Lançado em fevereiro no Brasil, "Como Dar Um Gás No Seu Relacionamento" (R$ 29,90, Editora Lua de Papel) propõe ser um guia para as mulheres conseguirem melhorar a vida a dois, deixando-as com a capacidade de transformar seus companheiros e seus relacionamentos por conta própria. Segundo Dolenz, "o segredo do livro é que o parceiro não saiba que, na verdade, vocês estão trabalhando juntos na relação". Leia a entrevista que Trina Dolenz concedeu ao UOL Comportamento.

  • "O segredo do livro é que o parceiro não saiba que, na verdade, vocês estão trabalhando juntos na relação", diz Trina


UOL Comportamento: Você acha que os homens não querem mudar em um relacionamento?
Trina Dolenz:
Homens querem mudança, mas não sabem como falar ou temem o conflito que pode ser gerado com isso. Por outro lado, as mulheres são mais duronas e buscam o conflito para alcançar a mudança.

UOL Comportamento: Eles realmente precisam mudar?  Os dois não poderiam mudar para o bem do relacionamento?
Trina Dolenz:
Esta é a mágica do livro. A mudança de atitude, perspectiva ou comportamento de um parceiro prepara o caminho para grandes avanços nas ações do outro. Vejo isso de tempos em tempos. Quando um membro do casal começa a se comunicar de forma mais direta e honesta, o outro fica finalmente livre para se acalmar e afastar toda e qualquer raiva e ressentimento. Pense no relacionamento como uma dança. Uma vez que a mulher percebe a rotina que tem com o parceiro, ela é capaz de assumir a liderança, mudar o padrão e a sequência de passos dela e dele e inventar um quadro inteiramente novo, muito mais satisfatório para ser a base da relação. Resumindo, controle a comunicação e você controlará a direção do relacionamento.

UOL Comportamento: Por que você diz que terapia de casal não funciona com os homens?
Trina Dolenz:
Não é que a terapia não funcione com homens. Normalmente, são as mulheres que reconhecem quando o relacionamento está com problemas e desejam mudança. Terapia de casal funciona para homens e mulheres, mas a ideia foi trazer a mudança através da leitura, sem ir para a terapia. Um dos pontos fortes da minha abordagem é que eu ensino para a mulher como ela pode trazer uma mudança positiva, desejável e duradoura em seu homem, sem que ele esteja ciente do que está acontecendo.
 

  • Trina Dolenz passa conselhos e exercícios fáceis para colocar em prática diariamente.

UOL Comportamento: Como funciona essa sua ideia de "mascarar" a terapia?
Trina Dolenz:Todos os exercícios são de fato "mascarados", por que são todos sobre a mudança da perspectiva, ações ou comportamentos da mulher, o que automaticamente afeta e muda o homem. A ideia do livro é recriar a experiência de cura terapêutica para que a leitora realmente sinta como se eu estivesse na sala, tomando-a pela mão, levando-a de sessão em sessão, ajudando em sua jornada pessoal para uma relação mais equilibrada e gratificante. Em cada sessão, há exercícios divertidos e práticos, muitas vezes usando itens da própria casa, que irão ajudar a descobrir padrões e dinâmicas que regem a relação da leitora. Essas atividades são produzidas para criar momentos de autodescobrimento, que farão acelerar a mudança e levar o relacionamento para um nível mais alto. Se a mulher muda, então o homem também deve mudar; é a lei dos relacionamentos.

UOL Comportamento: Qual é o momento que se deve parar de usar as dicas, saber que o relacionamento não tem futuro e seguir em frente?
Trina Dolenz:
Acredito que é possível que as mulheres tenham controle de suas vidas e seus parceiros para alcançar melhorias significativas em seus relacionamentos. A única constante é paciência e perspectiva. Mas há casos em que um relacionamento se deteriorou a tal ponto que qualquer tentativa de revivê-lo é inútil. Se a relação torna-se abusiva, física e psicologicamente, deve-se dar um ponto final. A violência doméstica em qualquer de suas muitas manifestações é ilegal e terá um impacto prejudicial. Não é negociável. Arrumem as malas e separem-se.

Topo