Comportamento

Chegada de filhos altera vida sexual; saiba como manter o romance e driblar saias justas

Julia Bax/UOL
Para evitar surpresas, crianças devem ser ensinadas desde cedo que devem bater na porta do quarto imagem: Julia Bax/UOL

Simone Cunha

Do UOL, em São Paulo

A chegada de um filho dispersa a atenção do casal que, naturalmente, passa a dedicar todos os cuidados para o novo integrante da família. “A chegada de um bebê altera o ritmo, mas nunca deve ser motivo para penalizar o relacionamento íntimo dos pais”, diz a educadora sexual Maria Helena Vilela, diretora do Instituto Kaplan.

No início, a mudança é grande, pois o casal já não tem mais tempo só para eles. Cabe aos pais impor uma rotina saudável para todos. “O cuidado em relação à demonstração de afeto deve existir", afirma a terapeuta de família Sylvia Faria Marzano. "Mas a criança que não presencia essas atitudes não aprende a importância de expressar seus sentimentos de carinho, como abraços, beijos e delicadezas”. É fundamental estabelecer regras de convivência. A principal delas é: cada um dorme no seu quarto. Para saber qual a melhor maneira de lidar com situações delicadas, o UOL Comportamento contou com a ajuda de especialistas que explicam como manter a sexualidade sem despertar a curiosidade dos filhos. 

Topo