Comportamento

Homens podem ter ciúme da relação da mulher com filho recém-nascido; reconheça indícios

Thinkstock
Conversar sobre o problema e envolver o marido em atividades da rotina com o recém-nascido são soluções imagem: Thinkstock

Katia Deutner

Do UOL, em São Paulo

Durante os nove meses ele ficou ao seu lado, curtindo e vibrando com cada chute em sua barriga. Mas, depois que o filho de vocês nasceu, seu marido mudou e começou a sentir ciúme dos cuidados com o bebê. Por mais incrível que pareça, a situação é bem mais comum do que se imagina. “Principalmente no início, pois a mulher tem novas atribuições, como amamentar, trocar fraldas ou dar atenção a choros com dor de barriga nas madrugadas. Isso faz com que ela dedique muito mais tempo para o recém-nascido. O homem fica em segundo plano”, diz a terapeuta de casal Sylvia Marzano. A mudança é drástica, já que, antes, a atenção e o carinho eram apenas do marido. “Ele pode se sentir menosprezado pela mulher. E ela exige ainda que ele seja compreensivo e que pare de querer a atenção dela, justamente por estar cansada”, afirma a psicóloga e escritora Olga Tessari.

O problema tende a aparecer em maridos mais narcisistas, imaturos ou menos preparados para a paternidade. “Em casos mais sérios, os ciúme e a inveja acabam se elevando a um ponto de ser agressivo ou buscar fora de casa a atenção que acredita não ter mais, entendendo o filho como um rival e a mulher como uma traidora”, afirma a psicóloga e terapeuta sexual Ana Canosa.

Quando a mãe também erra
Algumas atitudes das mulheres podem desencadear o comportamento ciumento dos homens. “Tomar o filho para si e não querer dividir é uma delas. Geralmente, isso acontece com aquelas que também são ciumentas e que trocam um objeto de amor e posse por outro. Antes era o marido e, agora, o filho”, diz Ana Canosa. Outro problema é quando a esposa engravida contrariando o desejo do homem, que preferia ter um filho apenas no futuro. “A falta de diálogo e a expectativa da mulher de que ele será compreensivo induzem a esse comportamento”, afirma Olga Tessari.

Ao lado desde a gestação
Uma saída para evitar problemas futuros é o acompanhamento da evolução do feto no pré-natal, assim o homem entende lentamente como é para a mulher carregar o bebê. “Ele percebe que vai ter que dividir a atenção e que muitas vezes não a terá, o que não significa que foi posto de lado, mas que a prioridade do momento é a criança”, diz Olga. É nessa fase que também podem aparecer reações enciumadas, como a negativa em participar das consultas e reclamações de gastos com a criança. “Mesmo participando, não significa que o nascimento do bebê não mobilizará questões inconscientes e primitivas do pai”, diz Cynthia Boscovich.

Como lidar com a situação
Ao perceber mudanças de comportamento de seu marido, tente dedicar algum tempo para conversar. “Assegure-o sobre seus sentimentos e diga que necessita dele para, juntos, proporcionarem ao bebê um bom começo de vida. Isso contribui para a segurança e tranquilidade do parceiro”, diz a psicóloga Cynthia Boscovich. Evite brigar, pois os homens geralmente não conseguem perceber que estão sentindo esse tipo de ciúme. 

Para que um diálogo franco tenha bom resultado, primeiro descubra se os dois estão dispostos a conversar sobre o assunto e sem pressa, longe da novela ou do jogo. “É preciso que ambos realmente saibam falar e ouvir, entendendo os motivos sem fazer cenas e reagindo com calma, tentando se colocar no lugar do outro”, afirma Olga Tessari. Explique que precisará dar mais atenção ao bebê nessa fase em que ele é totalmente dependente dos pais, mas que isso não vai durar a vida toda. “Demonstre interesse pela vida do marido, partilhe alegrias e conquistas. Mantenha hábitos anteriores como dormir abraçadinho e fazer carícias corporais. Diga o quanto seu companheiro é importante em sua vida e que sua ajuda é fundamental”, diz Ana Canosa.

O ideal é também envolver o marido em algumas atividades da rotina com o recém-nascido. “O pai pode estar com ciúmes não só da mãe, mas sim do que ela está vivendo com o bebê”, diz Cynthia Boscovich. Ao permitir esse acesso maior, a mulher ajuda ainda na formação de um vínculo de afeto e paternidade. 

Sinal de alerta: reconheça indícios de ele está com ciúme

1. Ele se comporta como um filho e se queixa de que você não liga mais para ele, só tem tempo para o bebê e está sempre cansada.

 

2. Fica muito tempo fora de casa, tentando fugir da situação.

 

3. Recusa-se a cuidar do bebê à noite, alegando que precisa descansar e que você está em casa o dia todo "sem fazer nada".

 

4. Fica de cara fechada o tempo todo. Mal quer conversar ou escutar como foi seu dia em casa.

 

5. Insiste muito em deixar o recém-nascido com alguém para que vocês tenham um tempo juntos.

 

6. Reclama que você não cuida de suas coisas e não prepara mais o jantar para ele. 

 

7. Fica muito irritado, quando antes era mais calmo. Reclama de tudo e cobra sua presença, irritando-se quando tem que deixá-lo para estar com o filho.

Topo