Relacionamento

Novo app de paquera, Luxy se define como "Tinder sem pobres"

Reprodução
Apresentação do Luxy no site oficial imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

Foi lançado no final de setembro o Luxy, um aplicativo de paquera direcionado para pessoas de alto poder aquisitivo, como milionários e investidores. Em um comunicado divulgado no site de notícias sobre tecnologia Motherboard, da canadense VICE, o app é definido como "Tinder, minus the poor people" (“Tinder sem pobres”, em tradução livre).

“Nossos membros incluem CEOs, empreendedores, investidores, milionários, rainhas da beleza, modelos fitness, celebridades de Hollywood, atletas profissionais, médicos, advogados e pessoas de sucesso”, diz o site oficial.

Apesar de ainda estar disponível gratuitamente para iOS e Android, a nota de lançamento diz que “a média da renda dos usuários é de U$ 200 mil por ano, e que os que se mostrem incapazes de manter o padrão financeiro exigido serão removidos imediatamente”. 

Aqueles que iniciam sua participação precisam escolher suas marcas favoritas como Gucci, Prada e Cartier. Tal como o Tinder, o Luxy autoriza que os participantes selecionem anonimamente pessoas que os interessem, e caso duas deem “likes” recíprocos, o app “os apresenta”. 

Topo