Comportamento

Americana de 26 anos assume "vício" em coroas ricos

Reprodução/Twitter/Daily Mirror
Fã de coroas, Alex já ganhou um carro, uma casa e uma pantera de estimação imagem: Reprodução/Twitter/Daily Mirror

Do UOL, em São Paulo

 

Estudante de enfermagem, a americana Alex Munoz, 26 anos, revelou ser viciada em “sugar daddies” (coroas com dinheiro, em tradução livre do inglês), que ofereçam a ela uma vida luxosa. Entre os presentes que já ganhou de seus “namorados” estão um carro, da marca Bentley, uma casa e uma pantera de estimação, que se chama Blacky.  As informações são da versão on-line do jornal britânico “Daily Mirror”.

A garota, que mora em Los Angeles, nos Estados Unidos, assumiu o estilo de vida há cinco anos e chegou a terminar um noivado por causa da conta bancária do pretendente.

"Fiquei muito emocionada com o pedido de casamento, mas, com o tempo, percebi que não poderia ter tudo o que queria e tive de fazer uma escolha. Ele era muito bom e bonito, mas, em última análise, valorizo as joias", disse ao periódico.

Segundo a “sugar baby” (algo como namorada de coroas, também em tradução livre), como se autodenomina, tudo começou quando ouviu falar pela primeira vez sobre o “Seeking Arrangement”, site de namoro, no qual homens mais velhos procuram mulheres jovens.

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

“Estava sem dinheiro e decidi que não tinha nada a perder. Além disso, sempre gostei de coroas”, falou ao “Daily Mirror”.

Alex está cursando o primeiro ano de enfermagem e revelou que usa seu hobby para bancar a faculdade também.  "É um acordo mútuo, eles gostam de passar o tempo comigo e eu do que eles me proporcionam. Quando era mais nova, pedia bolsas de grife e roupas caras, mas agora sei que há coisas mais importantes e peço que me ajudem com a minha educação.”

Com seus “sugar daddies”, Alex sai para jantar fora em restaurantes caros, viaja e passa finais de semanas em seus iates.  “É tão viciante que acho que vou acabar me casando com um deles.” 

Topo