Comportamento

9 dicas para se preparar e aproveitar a aposentadoria

Getty Images
Aproveite o tempo livre para se exercitar mais; você se ocupa e cuida da saúde imagem: Getty Images

Luiz Franco

Do UOL, em São Paulo

Tanto para aqueles para quem o trabalho está intimamente relacionado à identidade quanto para os que desejam uma mudança no estilo de vida, usufruir da aposentadoria requer preparação e busca de novos interesses.

"A aposentadoria é uma fase de transição como outras da vida, como passar da adolescência para a idade adulta. Mas é delicada porque o trabalho tem um peso muito grande no nosso dia a dia. É ele que organiza nossa rotina. Por isso, a preparação é muito importante", afirma Amarílis Muscari Costa, assistente social do serviço médico da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Rio Claro (SP) e pesquisadora sobre aposentadoria.

A seguir, veja dicas da assistente social e de Vera Lúcia Valsecchi de Almeida, professora doutora em serviço social da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo, e de Maria Cristina Gattai, doutora em psicologia social pela USP (Universidade de São Paulo).

1 – Planeje

Há empresas que fazem um trabalho de preparação para funcionários em vias de encerrar a carreira. Verifique no departamento de recursos humanos se é o caso da companhia onde você atua. Participar de um grupo com esse propósito o ajudará a se acostumar com a ideia e a refletir sobre como será o futuro sem trabalhar.

"A melhor preparação deveria ser um progressivo desligamento da ocupação. Sugiro uma diminuição gradual da jornada de trabalho e, ao mesmo tempo, a busca de algum tipo de interesse fora do dia a dia profissional. Passar a trabalhar seis horas por dia, depois de um ano, diminuir um pouco mais", diz a professora doutora Vera Lúcia.

2 – Poupe

O mais indicado é que a pessoa faça um programa de previdência privada para complementar o salário que vai receber de aposentadoria do governo e ter uma situação tranquila.

3 - Viaje

Usar o tempo livre para viajar é uma das maneiras mais indicadas pelos especialistas para aproveitar a aposentadoria. Se não dá para conhecer destinos exóticos ou distantes, vale até mesmo cidades vizinhas.

4 – Exercite-se

Caminhada, corrida, dança, é hora de esquecer as desculpas e mexer o corpo. Além de ocupar o tempo, a pessoa estará cuidando da saúde. Perto da sua casa, pode haver uma praça ou um parque com atividades gratuitas, informe-se.

5 – Desenvolva habilidades

É hora de desenvolver ou retomar algumas habilidades antes não praticadas por falta de tempo. Trabalhos manuais, como pintura e crochê, e estudar idiomas são opções para essa fase. Mais uma vez, vale a recomendação de ficar atento a oportunidades gratuitas, como os cursos oferecidos pelo programa Itaú Viver Mais, aberto mesmo a quem não é correntista do banco.

6 – Encontre um trabalho mais tranquilo

É possível, e até recomendado pelos especialistas, continuar trabalhando depois da aposentadoria. Mas de uma maneira que não exija tanto do indivíduo e que seja prazeroso. No rol de possibilidades está atuar como consultor na área de sua especialidade.

7 – Dê mais atenção à vida social

Mais tempo livre também significa mais oportunidades de estar ao lado de amigos e familiares.

8 - Participe de trabalhos voluntários

Se não existe a necessidade de seguir com outra ocupação remunerada, o trabalho voluntário é uma ótima opção para o aposentado. Em São Paulo, por exemplo, o Centro de Voluntariado faz a ponte entre interessados em prestar serviços e instituições. Além de ajudar quem precisa, é uma maneira de a pessoa se manter ativa.

9 - Divirta-se

Tempo não é mais desculpa para não curtir programas como cinema, teatro, museus. Falta de dinheiro também não justifica, pois há sempre atividades culturais gratuitas.

Topo