Comportamento

Modelo cria movimento para apoiar mulheres carecas

Reprodução/Facebook/The Bald Movement
Nell assumiu a careca e ajuda mulheres e crianças a aceitarem as suas imagem: Reprodução/Facebook/The Bald Movement

Do UOL, em São Paulo

A modelo americana Nell Coleman, 24 anos, criou o "The Bald Movement" (o movimento careca, em tradução livre do inglês) para mostrar que cabelo é como acessório: ter ou não não vai definir quem você é. Desde 2010, ela assumiu a aparência com os fios raspados depois de descobrir que nem o cabelo natural nem o alisado a faziam se sentir bem.

Reprodução/The Bald Movement
Shandi e sua filha, Mackenzie, têm alopecia e são "a careca do mês" de agosto imagem: Reprodução/The Bald Movement

Na apresentação do site, Nell cita que muitas mulheres têm dificuldade de se aceitar sem cabelo e, por isso, seu objetivo é encorajá-las --independentemente da raça ou idade-- a contarem os motivos pelos quais estão carecas. Todo mês, diante de todas as histórias que recebe, ela escolhe a "careca do mês" para ser divulgada na página oficial do movimento e também no Facebook.

Os relatos que aparecem no "The Bald Movement" variam entre não ter cabelo por opção ou por problemas de saúde que causam calvície, como a alopecia areata, condição caracterizada por perda total dos fios ou em áreas arredondadas do couro cabeludo e outras partes do corpo.

Reprodução/The Bald Movement
Shandi e sua filha, Mackenzie, têm alopecia e são "a careca do mês" de agosto imagem: Reprodução/The Bald Movement
Topo