Comportamento

Para escritora, Caitlyn ser eleita a mulher do ano é "humilhante"

Divulgação
Caitlyn Jenner em fotos de divulgação de "I am Cait", série do E! que mostra seu processo de transição para o sexo feminino imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo


A possibilidade de Caitlyn Jenner ser eleita a mulher do ano pela revista americana "Glamour" está gerando polêmica. Segundo o site de notícias "Breitbart", uma escritora disse que pode ser "humilhante para o sexo feminino" caso a escolha se concretize.

De acordo com o veículo americano, a crítica se concentra no fato de que a socialite é transgênero e, portanto, "originalmente" homem. Para Nicole Russell, autora do comentário, a "Glamour" poderia encontrar uma "mulher real" que fosse merecedora do título. Além disso, ela questiona o motivo que qualifica Caitlyn a ser um exemplo para todas as mulheres do mundo. 

Em setembro, a socialite teve seu nome e gênero oficialmente aprovados por um juiz do condado de Los Angeles.

O anúncio oficial acontecerá em 3 de novembro e o nome da Caitlyn pode se juntar ao de Lupita Nyong'o, Lady Gaga e Selena Gomez. 

Topo