Sexo

Empresa lança camisinha hexagonal para priorizar o prazer no sexo

Divulgação
Novo design em formato de hexágono resolve as queixas dos usuários de camisinha imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

Usar camisinha garante proteção contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada. No entanto, ainda assim, muita gente prefere abrir mão dela, pois a considera desconfortável. Pensando em mudar esse tipo de comportamento, a Lelo, marca suíça de vibradores e outros brinquedos sexuais, desenvolveu o preservativo Hex. O produto, que tem design hexagonal, é feito com material ultrafino, para priorizar o prazer na hora da relação.

"Precisávamos de um elemento luxuoso para o sexo. As pessoas têm necessidade de se sentirem bem com o que estão fazendo. Trazer um item desse tipo é a melhor maneira de remover o estigma em torno dos preservativos", afirmou o fundador da Lelo e inventor da Hex, Filip Sedic, ao site americano "Cool Hunting".

Os engenheiros da empresa focaram nas principais reclamações das pessoas que usam e deixam de usar camisinha nas relações sexuais. Uma das queixas mais comuns era que o preservativo escorregava, rasgava e diminuía a sensação de prazer. O design do Hex foi desenvolvido e testado por sete anos para resolver essas questões.

Para isso, o produto conta com uma estrutura interna que reduz o risco de escorregar e de rasgar. Com relação ao prazer, o design da camisinha faz com que seja possível transmitir calor de um parceiro para o outro.

A camisinha foi inspirada na estrutura molecular do grafeno –o material mais fino e forte conhecido pela ciência. O desenho hexagonal diminui os riscos de a camisinha estourar, aumenta a elasticidade, além de fazer com que ela se “molde” ao pênis, intensificando as sensações durante as relações.

No primeiro dia de vendas, segundo o "Cool Hunting", a Lelo vendeu mais de 400 mil camisinhas. Um pacote de preservativos com 12 unidades está sendo comercializado por US$ 14 (aproximadamente R$ 45).

Topo