Equilíbrio

Vida de homem com Alzheimer vira música em campanha para manter memória

Do UOL, em São Paulo

Transformar a vida de uma pessoa em música pode ser uma grande arma contra o mal de Alzheimer. É o que promete a campanha #MúsicasParaSempre, que tem o objetivo de conectar, por meio da internet, famílias de pacientes com a doença e músicos interessados em ajudá-las.

A campanha foi inspirada em uma pesquisa, realizada em 2015 pelo Instituto Max Planck de Neurociência e Cognição Humana de Leipzig, na Alemanha, que demonstrou que a memória musical de um indivíduo com Alzheimer não é afetada pela doença.

Feita pela Bossa Nova Films, em parceria com a Dahouse Audio e a agência Isobar, a ação gerou um minidocumentário que mostra como foi feita a música criada para Hélio Elpídio de Queiroz, diagnosticado com Alzheimer há três anos.

A composição da trilha da vida de Hélio é de autoria de Lucas Mayer e a interpretação foi feita pela cantora Ana Julia Zambianchi. A voz feminina não foi escolhida por acaso, a ideia era parecer que Camila e Mariana, filhas do homenageado, cantavam para ele.

O vídeo mostra ainda imagens antigas da família, como a infância das meninas e seus passeios preferidos na praia, e relembra os principais momentos da vida de Hélio, como o casamento, o nascimento das filhas e da neta Manoela, 11 meses, além de ressaltar seu amor pelo mar e pelo São Paulo Futebol Clube.

Participam também do vídeo o maestro João Carlos Martins e o médico Renato Anghinah, coordenador do núcleo de neurologia do Hospital Samaritano, em São Paulo.

A campanha foi idealizada pela Mares Filmes para divulgar o lançamento do longa-metragem francês “A Viagem de Meu Pai”, que mostra a relação de uma filha com o pai, que tem Alzheimer, e estreia nesta quinta (11) nos cinemas.

Topo