Comportamento

Você está preparado para um relacionamento aberto?

Thinkstock
imagem: Thinkstock

Tire a dúvida respondendo ao teste elaborado com a consultoria do terapeuta sexual Oswaldo Rodrigues Jr., do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade).

  • Thinkstock

    No ponto

    Ao que parece, você não só quer viver um relacionamento aberto, como está pronto para isso. Esse tipo de relação funciona com muitos casais, que não acreditam em exclusividade sexual e, por isso mesmo, buscam novas possibilidades para se satisfazer. Agora, só falta conversar mais com o seu par a respeito e, talvez, estabelecer algumas regras para que o relacionamento siga adiante, cada vez melhor.

  • Thinkstock

    Quase lá!

    Você tem vontade de viver um relacionamento aberto, mas ainda não está totalmente pronto para a experiência. É importante saber que, para esse tipo de relação dar certo, é preciso que tudo seja decidido de comum acordo e que haja um diálogo muito franco entre o casal. Também é preciso cuidado para não misturar sentimento e atração física e tanto você quanto seu parceiro talvez tenham que amadurecer um pouco mais essa ideia antes de tentar.

  • Thinkstock

    Não está pronto

    Você às vezes fica curioso sobre outros modelos de relacionamentos, porque não se sente 100% satisfeito nos romances tidos como convencionais. No entanto, ainda tem ciúmes do parceiro e uma insegurança que, se não for trabalhada, poderá lhe trazer sofrimento numa relação aberta. Para dar esse passo, você precisará descobrir se a sua motivação para se libertar é maior do que o medo de perder o outro.Uma decisão que não é nada simples...

  • Thinkstock

    Não mesmo!

    Você até tenta, mas não consegue acreditar que um relacionamento pode dar certo se não houver exclusividade afetiva e sexual. Quando se envolve com alguém, você espera ser o único na vida do outro. Se porventura descobre uma traição, a interpreta como uma falta de amor. E enquanto a monogamia estiver dando certo para você, não há porque pensar em mudar. Só tome cuidado com o preconceito em relação a quem pensa e sente de um jeito diferente.

Topo