Equilíbrio

Você se mete demais na vida dos outros?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra a resposta, ao fazer o teste elaborado com a consultoria de Marcelo Quirino, psicólogo pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

  • Getty Images

    Sim, mas com boas intenções

    Você é curioso mas, na maior parte das vezes, faz intervenções ou busca se informar sobre as pessoas conhecidas na tentativa de ajudar. Porém, é bom saber: mesmo assim, você poderá ser visto como uma pessoa intrometida. Orientar e dar opiniões é bom e aceitável, mas é preciso saber se o outro está interessado no que tem a dizer antes de interferir, para não causar conflitos desnecessários. Mesmo quando há intimidade com o ouvinte, tente pensar em como se sentiria ao escutar aquele comentário, se estivesse em situação oposta.

  • Getty Images

    Sim, por pura curiosidade

    Pelas suas respostas, foi possível perceber que você é muito curioso e tem uma necessidade de saber e controlar o que acontece na vida das pessoas que o rodeiam, sejam elas íntimas ou não. É bom saber, no entanto, que isso pode prejudicar e muito as suas relações sociais, já que as outras pessoas podem se sentir invadidas. Uma dica: antes de comentar qualquer coisa, avalie a sua intimidade com o outro e a utilidade do que vai dizer.

  • Getty Images

    Não, bom-senso é o seu sobrenome

    Vez ou outra você interfere na vida das pessoas que o rodeiam, mas só o faz quando o outro dá abertura ou pede a sua opinião. Além disso, você tem o cuidado de escolher as palavras antes de proferir algum comentário, para não magoar. Ainda assim, vale refletir: em muitas situações, se o seu palpite for útil, não há problema nenhum em dá-lo, principalmente se a outra pessoa já é conhecida. Afinal, você sabe muito bem como se colocar.

  • Getty Images

    Não, muito pelo contrário

    Você nunca interfere na vida dos outros, por mais que tenha intimidade com as pessoas que estão ao seu redor. Isso porque você é uma pessoa discreta, que não tolera intromissões em sua vida particular. Então, opta por agir da mesma maneira com os outros. Mas se alguém lhe pedir opinião, você pode, sim, se expressar, principalmente se a pessoa for conhecida. De maneira educada, é claro. Isso mostrará que você realmente se importa com aqueles que fazem parte da sua vida.

Topo