Comportamento

Você cobra muito a atenção das pessoas?

Getty Images
imagem: Getty Images

Todos gostam de ser ouvidos e de receber carinho, mas cobranças excessivas afastam as pessoas. Você corre esse risco? Faça o teste elaborado com a consultoria do psicólogo Alexandre Bez, especialista em relacionamento pela Universidade de Miami (EUA).

  • Getty Images

    Fome de atenção

    Sim, você cobra demais das outras pessoas. E quando não recebe a atenção esperada, tende a ficar triste, ressentido e ainda mais exigente. Só que, agindo dessa maneira, só consegue afastar os outros, gerando um ciclo de sofrimento sem fim. Antes de mais nada, procure descobrir o que motiva esse seu comportamento: a sua carência de atenção pode estar ligada a traumas do passado e a sentimentos como baixa autoestima e insegurança. Talvez você esteja buscando nas outras pessoas o que deveria encontrar em si mesmo. "Sua força tem que vir do seu interior, jamais do meio externo", diz o psicólogo Alexandre Bez.

  • Getty Images

    O centro de tudo

    Sim, você acredita que as pessoas não lhe dão a atenção e o valor que merece. Além disso, está muito restrito aos seus próprios interesses. Então, não consegue entender que nem sempre as pessoas ao seu redor têm condições (ou vontade) de atender às suas necessidades. Mas é preciso tomar cuidado! Segundo o psicólogo Alexandre Bez, o egocentrismo pode minar as relações e deve ser tratado. "O egocentrismo pode atrapalhar de forma significativa os relacionamentos. Quando a necessidade de ser admirado está muito acima da média, a convivência pode se tornar insuportável", alerta o psicólogo.

  • Getty Images

    Na medida certa

    Você gosta de receber a atenção das pessoas, como todo mundo, mas evita cobranças excessivas. Sabe que carinho e afeto nascem de forma natural nos relacionamentos humanos em que existe afinidade, compreensão e respeito mútuos. Contudo, quando sente necessidade de atenção, não teme posicionar-se, com equilíbrio e tranquilidade. "De modo geral, o hábito de expor seus sentimentos e sensações é completamente producente e positivo", diz o psicólogo Alexandre Bez.

  • Getty Images

    Vínculos frágeis

    Você não cobra atenção das pessoas. Na verdade, você até foge delas, não é mesmo? Porém, é interessante avaliar esse seu comportamento. "Na relação, ele pode ser interpretado como desrespeito, frieza e até como uma indiferença", diz o psicólogo Alexandre Bez. Além disso, vale refletir: será que você está adotando um comportamento defensivo por timidez ou medo de se machucar nas relações? Pense nisso e considere que todo relacionamento implica troca de atenção e carinho. Do contrário, os vínculos não se estabelecem.

Topo