Comportamento

Você é machista?

Getty Images
imagem: Getty Images

Tanto homens quanto mulheres podem ter atitudes e pensamentos machistas, até sem perceberem. Avalie como você se posiciona fazendo esse teste

  • Getty Images

    Machista convicto

    Parece que você precisa atualizar sua visão de mundo, pois ainda acredita que mulheres e homens não podem exercer os mesmos papéis na sociedade. Você também tende a desvalorizar as mulheres que exercitam sua vida sexual, acreditando que elas não merecem respeito --discurso perigoso, que tem legitimado atos de violência. Para mudar, considere, em primeiro lugar, que não são somente as mulheres que sofrem com o machismo. Para os homens, por exemplo, também não é fácil manter, o tempo todo, uma postura de superioridade impassível. Já parou para pensar nisso?

  • Getty Images

    Machista, eu?

    Você acredita ser uma pessoa moderna e esclarecida. Não suporta o machismo explícito, elogia os homens que ajudam as mulheres nas tarefas domésticas e valoriza atitudes de cavalheirismo, que considera sinônimo de boa educação. Contudo, suas atitudes ocultam a herança de uma educação machista. Ela também propõe uma reflexão sobre o machismo que está por trás das atitudes de cavalheirismo.

  • Getty Images

    Um defensor da igualdade

    Você acredita realmente que homens e mulheres podem desempenhar os mesmos papéis na sociedade. E é pautado por essa certeza que você pensa e age, fazendo a sua parte para que ambos ultrapassem, juntos, a barreira dos preconceitos. Isso começa nas questões mais simples do cotidiano, o que inclui dividir as tarefas domésticas, por exemplo. Se continuar assim, você estará ajudando a construir uma sociedade mais justa, transmitindo seus valores, pela atitude, àqueles com quem convive.

  • Getty Images

    Intolerante com os homens

    Você se mostra uma pessoa intolerante e até rancorosa em relação ao papel social dos homens. E se pensa que essa atitude é feminista, está caindo em um sério erro de interpretação, pois o feminismo não é um machismo às avessas. Nesse caminho, acreditar no companheirismo e no diálogo, para fazer avançar as relações entre os gêneros, é um bom começo.

Topo