Relacionamento

Você idealiza demais o seu parceiro?

Getty Images
imagem: Getty Images

No início do relacionamento, é natural criar expectativas sobre o par. Porém, conforme a relação amadurece, é preciso conhecer e aceitar o outro como ele é. Descubra se está fazendo isso, a partir do teste elaborado com a consultoria da psicóloga Margareth dos Reis, doutora em Ciências pela USP (Universidade de São Paulo).

  1. 810

    Depois do cinema, seu parceiro sai elogiando o filme. Só que você detestou. Qual é o seu comentário?

    Getty Images
  • Getty Images

    Sim, por puro romantismo

    Você procura dar atenção apenas às qualidades do par e o vê como uma pessoa íntegra e dedicada. Exatamente por isso, faz o possível para levar o relacionamento adiante, apostando todas as suas fichas nessa história de amor e depositando muitas expectativas no par. "O risco de idealizar demais o parceiro é não enxergá-lo como realmente é, por distorcer a realidade. Quem faz isso geralmente se frustra e sofre. É questão de tempo", declara a psicóloga Margareth dos Reis. Para mudar, tente observar com mais atenção o par e, se necessário, colha as impressões de pessoas em quem confia. Quanto antes você puder racionalizar as suas fantasias a respeito dele, melhor.

  • Getty Images

    Sim, por insegurança

    Você tem tanto medo de ficar sozinho que prefere ignorar os defeitos do par. Assim, se convence de que vale a pena continuar investindo no relacionamento. Como se não bastasse, você chega a assumir os erros do parceiro, para que continue ocupando o lugar que você destinou a ele, no alto de um pedestal, tal qual um objeto sagrado. O que é, no mínimo, perigoso. "É preciso reconhecer os defeitos do outro e até dizer a ele o que o incomoda. Essa é uma maneira de ajudar o par a melhorar", diz a psicóloga Margareth dos Reis. Mas, antes de fazer isso, você precisa cuidar da sua autoestima, que está abalada. "Tente olhar mais para as suas próprias necessidades e menos para as do outro", diz Margareth.

  • Getty Images

    Não, enxerga a realidade

    Longe de sonhar com um conto de fadas, você tem consciência de que o parceiro, assim como qualquer ser humano, possui algumas características positivas e outras nem tanto. "Pessoas que possuem os pés no chão se dão ao direito de conhecer melhor o parceiro e procuram verificar se ele é realmente alguém com quem vale a pena manter algo duradouro", diz a psicóloga Margareth dos Reis. Com essa visão, você não busca manter o relacionamento a qualquer custo, mas só enquanto ele estiver dando bons frutos para ambos. Para isso, impõe limites, negocia e tolera. Tudo na medida certa.

  • Getty Images

    Não, é exigente demais

    Você dá atenção apenas aos defeitos do par. "É saudável falar sobre as coisas que incomodam no outro. Mas fazer isso o tempo todo e ainda querer mudar a pessoa é um grande erro", afirma Margareth dos Reis. Fugir da relação ao detectar o primeiro problema também é uma armadilha, sobre a qual vale a pena refletir. Afinal, quem age assim, com um nível de tolerância tão baixo, acaba tendo dificuldade de manter uma relação duradoura. "Quem enxerga problemas demais no outro tende a esperar muito dele, mas sem dar a contrapartida. É preciso refletir sobre o próprio comportamento se quiser levar a relação adiante", diz Margareth.

Topo