Comportamento

Seu relacionamento dá sinais de que acabou?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra se a sua relação ainda tem chances de dar certo fazendo o teste elaborado com a consultoria de Frederico Mattos, psicólogo clínico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e autor do livro "Como Se Libertar do Ex" (Matrix Editora).

  • Getty Images

    Vocês se comportam como estranhos

    Suas respostas são indícios fortes de que o relacionamento do casal está bastante desgastado. Vocês têm se comportado como estranhos e as tentativas de reaproximação parecem inúteis. É hora de um diálogo franco e aberto. O psicólogo Frederico Mattos diz que, nesse momento, o casal deve agir com o mesmo carinho e respeito que inspirou a união. Se chegarem à conclusão de que é o fim, lembre-se: "O rompimento, apesar das muitas mágoas envolvidas, não precisa transformar os parceiros em inimigos", diz o psicólogo.

  • Getty Images

    Você está desmotivado

    Você se sente triste e desmotivado e pressente que o mal-estar está associado ao seu relacionamento. E, na verdade, tudo indica que a origem do problema esteja em seus próprios sentimentos em relação ao par. "A mesma sensação de peso que algumas pessoas sentem na segunda-feira de manhã, quando sabem que vão para um trabalho ruim, é o que sente a pessoa que está infeliz no relacionamento quando vai para casa", alerta o psicólogo Frederico Mattos. E se você se identificou com esse exemplo, pare e pense nos rumos que essa relação deve tomar.

  • Getty Images

    Parece que seu par está desmotivado

    Você, provavelmente, sente que o par está fora da relação. Porém, o mais importante, nesse momento, é se questionar: como estou conduzindo a minha própria vida? Suas tentativas de melhorar o relacionamento têm surtido efeito? E, principalmente, o outro realmente perdeu o interesse? Se você está em dúvida, proponha uma conversa franca. E se o outro não quiser mais manter a relação, só lhe resta aceitar. "As pessoas se esquecem de que o relacionamento pode ser uma fonte de nutrição pessoal riquíssima mas, também, de algo altamente tóxico", afirma o psicólogo Frederico Mattos.

  • Getty Images

    Não, só esfriou um pouco

    O psicólogo Frederico Mattos diz que os problemas do cotidiano, como a administração das contas, o excesso de trabalho e a falta de tempo, podem afetar muito mais a vida a dois do que a falta de amor. E será que não é isso o que está acontecendo com você e seu par? Nesse momento, tente pensar com calma e não tirar conclusões precipitadas. Aceite que é natural que um relacionamento estável passe por altos e baixos. "Nessas fases de reajustes, é fundamental manter a cabeça fria e se dedicar mais para realinhar os desejos dos dois na direção de uma relação mais viva e intensa", diz o psicólogo.

Topo