Comportamento

Você separa sexo de amor?

Confundir desejo com afeto é mais comum do que se imagina. Veja se isso acontece com você, realizando o teste produzido com a consultoria dos psicólogos Diego Henrique Viviani e Oswaldo Rodrigues Jr., do Instituto Paulista de Sexualidade.

  1. 310

    Quando você pensa em relacionamento, qual é a palavra que lhe vem primeiro à cabeça?

    Getty Images
  • Getty Images

    Com certeza!

    Você acredita, de fato, que sexo não tem nada a ver com amor e que é possível curtir uma boa transa mesmo estando solteiro, e, de acordo com suas respostas, pelo jeito você não está interessado em um relacionamento sério. Por isso, quando se aproxima de alguém, geralmente é por conta da química. Isso não quer dizer que você não se apaixone. Você apenas sabe separar amor de sexo. E, enquanto você estiver feliz assim, não há com o que se preocupar.

  • Getty Images

    Sim

    Você sabe muito bem diferenciar uma coisa da outra e leva as suas relações de maneira saudável e equilibrada. Topa a atividade sexual apenas pelo prazer do encontro, sem sentir culpa ou remorso, da mesma forma que se entrega num relacionamento mais sério, coordenando o desejo com outros sentimentos. Isso só é possível porque você aprendeu a respeitar os seus próprios limites e princípios e não se deixa levar pelo julgamento dos outros.

  • Getty Images

    Não

    Você pode não ter percebido isso, mas suas respostas sugerem que você sempre acaba se apaixonando por aqueles com quem mantêm relação sexual. Em muitos momentos, você acredita que é na cama que vai amarrar alguém a você. E não é bem assim. Sexo pelo sexo não forma uma relação amorosa. Agir dessa maneira pode ser duplamente frustrante, porque você não curte o prazer do momento e, muitas vezes, também não alcança o vínculo afetivo esperado. Para fugir do sofrimento, certifique-se de que o outro está na mesma sintonia, antes de se envolver.

  • Getty Images

    Não mesmo!

    Você simplesmente não consegue pensar na possibilidade de transar com alguém por quem não tenha sentimentos. E isso não é um problema, afinal, escolhas só são ruins quando trazem sofrimento. Se você se sente realizado tendo relações sexuais apenas com aquelas pessoas de quem realmente gosta, não tem com o que se preocupar. O segredo é buscar parceiros que também pensem como você, ou seja, que prefiram transar depois de perceberem que existe um certo vínculo afetivo entre o casal.

Topo