Comportamento

Você é ansioso?

Getty Images
imagem: Getty Images

Às vésperas de um grande acontecimento ou diante de situações adversas você mantém a cabeça no lugar ou se deixa levar pelas emoções? Avalie-se, fazendo o teste elaborado com a consultoria da psicóloga Olga Tessari, autora do livro "Dirija Sua Vida Sem Medo" (Letras Jurídicas Editora).

  • Getty Images

    Sim, você sofre por antecipação

    A ansiedade faz parte da sua rotina. Sempre que algo importante está para acontecer ou surge um imprevisto, você se deixa levar pelas emoções e acaba perdendo a tranquilidade e a concentração. Cuidado, a falta de controle sobre os próprios sentimentos, além de prejudicar sua qualidade de vida, pode repercutir negativamente em seus relacionamentos e desempenho no trabalho. "É muito comum que o ansioso fique remoendo pensamentos negativos diante do fato que gera a ansiedade, o que só piora o quadro", declara a psicóloga Olga Tessari. Por isso, procure identificar o que o torna tão ansioso e não sofra antes do tempo.

  • Getty Images

    Sim, você é uma pilha de nervos

    Seu nível de ansiedade é tão grande que você chega a perder o sono diante de algo importante para você. Incapaz de relaxar na maior parte do tempo, você pode apresentar sintomas físicos, como taquicardia, tremor e suor excessivo, nos momentos em que está mais preocupado. "Esses sintomas mexem com sua produtividade e autoestima. Por isso, se persistirem por mais de três meses, busque ajuda para não correr o risco de desenvolver problemas mais graves, como transtornos de ansiedade, pânico e depressão", afirma a psicóloga Olga Tessari. Considere aliviar a tensão com atividades relaxantes como leitura, caminhada e natação.

  • Getty Images

    Sim, mas você sabe disfarçar

    Apesar de não manifestar publicamente o que está sentindo ou pensando, você não é de ferro e se abala um pouco frente a ocasiões importantes. "A preocupação é inerente ao ser humano e serve como fator de proteção. Portanto, quem aparenta nunca se preocupar certamente está fingindo tranquilidade para não revelar suas verdadeiras emoções", explica a psicóloga Olga Tessari. O risco de ocultar suas emoções é que, mais cedo ou mais tarde, você pode perder o controle de forma intempestiva --e se arrepender depois. Por isso, conte com pessoas de confiança para dividir os fardos do dia a dia.

  • Getty Images

    Não, você controla as suas emoções

    A ansiedade faz parte da vida, é um mecanismo que está relacionado à expectativa que as pessoas criam diante de um evento ou problema. Como qualquer ser humano, você não é imune às preocupações, mas não deixa que elas lhe aflijam de maneira excessiva. "Pessoas que sabem controlar suas emoções conhecem bem a si mesmas e só manifestam ansiedade quando identificam momentos que ofereçam, de fato, perigo, ameaça ou sofrimento", diz a psicóloga Olga Tessari. Você se mantém sereno e paciente diante da maioria das situações do cotidiano. Continue assim, pois esse padrão de comportamento é bastante saudável e maduro.

Topo