Comportamento

Você sabe trabalhar em equipe?

Getty Images
imagem: Getty Images

Nem todas as pessoas têm a capacidade de trabalhar em equipe. Descubra se você a possui ou se ainda precisa desenvolvê-la, respondendo o teste elaborado com a consultoria de Rafael Chiuzi, psicólogo do trabalho pela USP (Universidade de São Paulo).

  • Getty Images

    Sim e até prefere

    Você confia tanto em seu potencial que consegue articular a competência dos outros a seu favor, sem se sentir ameaçado. "Pessoas assim conseguem enxergar que, ao unir as próprias habilidades com as qualidades dos outros membros da equipe, conseguirão obter melhores resultados", explica o psicólogo Rafael Chiuzi. Segundo o especialista, esse é o perfil ideal no mundo corporativo atual, que está cada vez mais dinâmico e cuja principal orientação é formar times com competências complementares.

  • Getty Images

    Não, só confia em si mesmo

    Acatar às sugestões dos colegas e delegar tarefas não são seus pontos fortes. Você prefere chamar a responsabilidade para si e se esforça para trazer bons resultados sem depender de ninguém. Porém, além de assumir mais trabalho do que pode no presente, você poderá estar prejudicando o seu futuro na companhia. "no caso de uma promoção, o grupo passará a ser subordinado de quem foi promovido. E se essa pessoa for você e não houver uma boa relação com a equipe, ela poderá prejudicá-lo", afirma o psicólogo Rafael Chiuzi. Para mudar esse cenário, é preciso tornar-se mais cooperativo. Se tiver dificuldade, converse com um coach, um psicólogo ou busque um mentor dentro da companhia.

  • Getty Images

    Sim, mas não sabe se impor

    Inseguro quanto às suas habilidades, você prefere não tomar a frente de nada, para não se comprometer. Por isso, ainda que trabalhe muito, não consegue obter a admiração dos colegas ou chamar a atenção dos seus superiores para a sua atuação. "Quando há uma equipe coesa, os membros que se consideram mais fracos se sentem acolhidos e podem até conseguir mascarar suas deficiências", diz o psicólogo Rafael Chiuzi. Porém, é preciso que você se faça duas perguntas importantes antes de pensar em mudar: será que não está focando apenas em suas falhas e ignorando as habilidades que tem? Se há competências a serem aprimoradas, o que você está fazendo para isso? Conversar com um coach, um psicólogo ou um colega em quem confie pode ajudá-lo a responder esses questionamentos.

  • Getty Images

    Não, valoriza apenas as suas conquistas

    Você tem consciência de que, para conseguir um bom rendimento, precisa contar com a colaboração dos demais. Além disso, sempre que possível, delega tarefas. Porém, na hora de colher os louros do sucesso, você se esquece de que a ajuda da equipe foi fundamental e busca valorizar a sua atuação. No entanto, é interessante pensar no que o leva a agir assim. "Inseguro não é só aquele que não se impõe. Quem está sempre na ofensiva pode estar querendo ocultar suas fragilidades", diz Rafael Chiuzi, psicólogo do trabalho. Para não correr o risco de ser visto dessa forma pelos colegas, os primeiros passos são interessar-se verdadeiramente pelo ponto de vista deles e procurar criar vínculos genuínos. Assim, ficará mais fácil valorizar outras habilidades além das suas e crescer com o grupo.

Topo