Comportamento

Você consegue manter um relacionamento à distância?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra se esse tipo de relação combina com você, fazendo o teste elaborado com a consultoria de Thiago de Almeida, psicólogo pela UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos).

  • Getty Images

    Sim, tem maturidade para isso

    Manter uma relação à distância exige equilíbrio e uma capacidade de confiar em si mesmo e no outro, características que você já desenvolveu. Só é preciso cuidado para não deixar o excesso de segurança prejudicar o relacionamento. "Segurança é fundamental, porém, é preciso investir tempo e recursos para sustentar esse amor, ainda mais se o casal estiver distante", diz o psicólogo Thiago de Almeida.

  • Getty Images

    Sim, mas precisará se esforçar

    Você tem condições de encarar um relacionamento desse tipo, mas terá de lidar com a insegurança e o medo de ser passado para trás. Além disso, precisará se esforçar um pouco para acostumar-se com a falta física do par. "Estabelecer um prazo programado de separação pode ajudar a sustentar a ausência, pois cria a expectativa do dia em que acontecerá o reencontro, o que é reconfortante", diz o psicólogo Thiago de Almeida.

  • Getty Images

    Sim, mas sem garantir exclusividade

    Desde que não tenha que jurar exclusividade ao outro, você poderá curtir, numa boa, uma relação à distância. "Quando o assunto é relacionamento amoroso, alguns dependem mais do contato físico, dos beijos, abraços e até mesmo da relação sexual. Que não são contemplados em um relacionamento à distância", afirma o psicólogo Thiago de Almeida. E, ao que parece, esse é justamente o seu caso.

  • Getty Images

    Não, precisa controlar o outro

    Você ainda precisa trabalhar a insegurança, o ciúme e a necessidade de controlar o outro, antes de apostar em um relacionamento desse tipo. "É preciso considerar que quem controla demais incomoda e pode até minar o amor. Isso vale para uma relação próxima ou à distância, não importa", afirma o psicólogo Thiago de Almeida. Segundo o especialista, confiar em si mesmo e no outro é fundamental para construir relações mais sadias e duradouras.

Topo