Comportamento

Você sabe dizer o que quer na cama?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra até que ponto você conhece e expressa seus desejos, a partir do teste elaborado com a consultoria da psicóloga Iracema Teixeira, presidente da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana.

  • Getty Images

    Sim, mas pode assustar o parceiro

    "Prazer em primeiro lugar" é o seu lema. Você é desinibido e não só fala como faz o que quer na cama. Só deve ter cuidado para não intimidar o par ou acabar sendo egoísta. "O sexo, seja ele casual ou não, é um encontro, uma troca em que ambos precisam se satisfazer", afirma a psicóloga Iracema Teixeira. O ideal, segundo a especialista, é não fazer do sexo uma arma de poder, mas um jogo erótico em que ambos ganham.

  • Getty Images

    Sim, e usa também a linguagem do corpo

    Você sabe que o par não pode adivinhar seus pensamentos e, por isso, expõe seus desejos sexuais com frequência. Faz isso de maneira sutil e descontraída, criando situações eróticas e envolvendo o par. E, segundo a psicóloga Iracema Teixeira, está no caminho certo. "O importante é encontrar um momento tranquilo para expressar o que espera do sexo, sem formalidades. Você pode, também, se expressar durante o ato sexual, indicando ao parceiro o que mais gosta".

  • Getty Images

    Não. Fica com vergonha só de pensar

    Com medo de ser reprovado ou de desagradar o par, você prefere reprimir os seus desejos a realizá-los. Mas agir assim pode surtir efeito contrário e a sintonia de vocês cama acabará prejudicada. "Quando a pessoa se preocupa muito com que o outro vai pensar, acaba se rebaixando. Porém, uma relação só é bem-sucedida quando ambos se valorizam. Afinal, quem não tem amor-próprio não tem o que oferecer", explica a psicóloga Iracema Teixeira.

  • Getty Images

    Não. É inexperiente

    Você não conhece bem o próprio corpo e não sabe ao certo o que lhe dá prazer. Exatamente por isso, não consegue dizer o que quer experimentar na cama e, às vezes, até projeta na outra pessoa a obrigação de satisfazer seus anseios, o que é um erro comum. "Cada um é responsável pelo próprio prazer e, para alcançar a satisfação sexual, precisa se conhecer", diz a psicóloga Iracema Teixeira. Ao sentir mais segurança, você naturalmente expressará melhor todos os seus desejos.

Topo