Comportamento

Você muda quando está em um relacionamento?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra, realizando o teste elaborado com a consultoria do psicanalista Armando Colognese Jr., professor e supervisor do Instituto Sedes Sapientiae, e de Mônica Guttmann, psicóloga pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo).

  • Getty Images

    Muda muito, por insegurança

    Querer agradar o outro não é ruim, mas passar por cima das suas vontades e valores apenas para satisfazer uma pessoa leva à frustração e à estagnação. Além disso, a relação sai perdendo. "Algumas pessoas agem dessa forma por carência afetiva, imaginando que estão garantindo a continuidade do romance. Mas isso é ilusão", diz a psicóloga Mônica Guttmann. Ela afirma que, quem se distancia de sua essência, acaba se sentindo cansado e passa a cultivar um sentimento de raiva de si mesmo. "Com essa postura, é questão de tempo para provocar o que mais tememos: a rejeição", afirma.

  • Getty Images

    Não muda nada

    Você aparenta ser muito seguro de si, mas, na realidade, não admite o novo e tem medo de mudanças. O que, no relacionamento, pode se tornar um problema. "Quem é muito intolerante e pouco sensível às necessidades e vontades dos outros, pode acabar se isolando. Ou, então, viverá em pequenos grupos, de pessoas imaturas e dependentes", afirma o psicanalista Armando Colognese Jr. Considere que, quando a mudança de atitude é uma escolha consciente, para caminhos e comportamentos mais positivos, ela proporciona crescimento pessoal.

  • Getty Images

    Adapta-se, sem perder a essência

    Você sabe que as pessoas não são perfeitas, mas também enxerga que elas têm todos os recursos para mudar, quando se convencem de que isso é necessário. Além do mais, enxerga nos relacionamentos a oportunidade de trabalhar a tolerância e de desenvolver novas habilidades. Mas faz isso sem ferir o amor-próprio, preservando os seus valores morais e éticos. Portanto, está no caminho certo. "Conhecer o valor da autenticidade, da sinceridade e da individualidade em um relacionamento é sinal de maturidade", afirma a psicóloga Mônica Guttmann.

  • Getty Images

    Finge bem, mas não muda

    Você quer que o par acredite que está fazendo concessões para preservar o romance, mas, na realidade, se fecha completamente às mudanças. Por trás desse comportamento pode estar uma boa dose de insegurança e o desejo de ter controle sobre a relação. "A postura até funciona para evitar brigas, mas um relacionamento que não está baseado na admiração, no companheirismo e na cumplicidade tende a fracassar. Além disso, é difícil sustentar por muito tempo uma imagem que não corresponde à realidade das suas ações", afirma o psicanalista Armando Colognese Jr.

Topo