Comportamento

Qual é a sua arma de sedução?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra qual é o seu perfil ao tentar despertar o interesse de alguém por você fazendo o teste, que tem consultoria da psicóloga Arlete Gavranic, coordenadora do ISEXP (Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática).

  1. 310

    Na sua opinião, qual é o melhor lugar para paquerar?

    Getty Images
  2. 610

    Na sua opinião, o que é fundamental para o romance dar certo?

    Getty Images
  • Getty Images

    A sensualidade

    Você sabe valorizar os seus pontos fortes e usa a aparência como o seu principal recurso no jogo da sedução. Além disso, sabe bem o que quer e não pensa duas vezes antes de se insinuar. Tudo isso aumenta as suas chances de conquista. Mas não esqueça que a expressão da sensualidade é só uma estratégia, mas existem várias outras. "A postura, a forma de chegar no outro e o que vai dizer também importam. Para dar continuidade à relação, estabelecer uma boa conversa, por exemplo, é fundamental", afirma a psicóloga Arlete Gavranic.

  • Getty Images

    O bom humor

    Você gosta de improvisar e só se sente à vontade com o outro se puder agir de forma espontânea. Também recorre ao senso de humor para facilitar o contato e até para evitar constrangimentos. Com algumas pessoas, que têm o mesmo perfil, a estratégia funciona. Mas talvez você pudesse desenvolver outras armas, para aumentar suas chances de sucesso. "Há diversos valores relacionados à sedução. A aparência, por exemplo, também é importante. É a primeira coisa que chama a atenção do outro", diz a psicóloga Arlete Gavranic.

  • Getty Images

    A inteligência

    Você não gosta de arriscar. Prefere conhecer melhor o outro e sondar o terreno antes de se aproximar. E, justamente por ser mais reservado, pode perder boas oportunidades de conquista. Por outro lado, uma vez em contato com a pessoa por quem está interessado, sempre consegue impressionar com um papo interessante e inteligente. "O bom papo é um poderoso afrodisíaco. Mas não é o único recurso à sua disposição. Você pode, por exemplo, investir mais na aparência e no bom humor", diz a psicóloga Arlete Gavranic. Só não faça nada que não o deixe à vontade ou sua atitude parecerá forçada.

  • Getty Images

    O status

    Você valoriza as conquistas materiais e o status que alcançou em seu meio social. E, no momento da paquera, quer usar isso a seu favor. A estratégia pode funcionar bem com outras pessoas que deem valor ao que o dinheiro pode comprar. Mas vale ponderar se esse é realmente o tipo de relacionamento que você deseja. "Muitas pessoas sofrem de baixa autoestima e, por achar que não conseguem seduzir pelo que são, destacam o que têm. Mas o relacionamento dificilmente se sustentará se não houver um envolvimento verdadeiro", diz a psicóloga Arlete Gavranic.

Topo