Comportamento

Você tem espírito natalino?

Getty Images
imagem: Getty Images

Mais do que uma celebração cristã, o Natal pode ser uma oportunidade de cultivar atitudes altruístas. Descubra se você faz isso com o teste elaborado com consultoria de Ricardo Portolano, professor do Instituto Sedes Sapientiae.

  1. 1010

    O que você sente quando ouve aquelas musiquinhas tradicionais de Natal?

    Getty Images
  • Getty Images

    Não, mas acha que tem

    O período que antecede o Natal é, para você, uma verdadeira maratona. Tanto que, na noite que deveria ser feliz, você, geralmente, já está cansado e estressado. "O verdadeiro espírito de Natal é aquele que nos inspira a refletir, a agradecer pelo que temos e a buscar meios de aprimoramento pessoal. Valores como o respeito e o amor ao próximo devem estar presentes em nossas atitudes", diz o psicólogo Ricardo Portolano. A orientação, portanto, é voltar-se para dentro e não pensar apenas nos aspectos exteriores da festa.

  • Getty Images

    Tem, com certeza

    Você se alegra genuinamente com a chegada do Natal, mas não concentra todas as suas energias em preparar uma celebração impecável, comprar presentes e roupa nova. Entende que tudo isso pode fazer parte da festa, mas não é o mais importante. "A alegria do Natal não está na posse, na parte material, mas na possibilidade de confraternizar com aqueles que realmente importam em nossas vidas. É isso o que dá um sentido especial à data", diz o psicólogo Ricardo Portolano. Além disso, as suas atitudes fraternas não são forçadas, já fazem parte da rotina.

  • Getty Images

    Não, fica indiferente

    Você até aprecia alguns aspectos do Natal, mas a verdade é que não muda quase nada na sua rotina só porque é época de festas. "Se o Natal é comunhão, as pessoas que não gostam ou não se identificam com a comemoração deveriam ser respeitadas e aceitas como são. De qualquer forma, isso nem sempre acontece. Então, o melhor é se preservar, para evitar críticas", aconselha o psicólogo Ricardo Portolano. Ele também aconselha o respeito a quem, ao contrário, curte muito a data e se encanta com todas as tradições do período. O que, aparentemente, não é um problema para você.

  • Getty Images

    Não, fica deprimido

    O Natal, para você, é uma época de refletir, de fazer um balanço. O que nem sempre resulta em uma sensação positiva."Algumas pessoas ficam mais sensíveis e tendem a reviver histórias dolorosas do passado, geralmente relacionadas com a família. Isso pode entristecer", explica o psicólogo Ricardo Portolano. E se você é uma dessas pessoas, entrar no clima de Natal, propriamente dito, pode ser interessante. "Reflita sobre o que não está bom, mas não feche as portas para a alegria, que também é parte do Natal. Comece compartilhando o seu amor com os mais próximos e certamente se sentirá melhor", diz.

Topo