Comportamento

Você é bom de cama?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra se você tem as qualidades básicas de uma pessoa considerada boa de cama com o teste feito com a consultoria da sexóloga Rose Villela, coordenadora de curso do Instituto Sedes Sapientiae.

  1. 1010

    Com que frequência você e o par se olham nos olhos e se beijam na boca para valer?

    Getty Images
  • Getty Images

    É bom de cama!

    Você se destaca no sexo. Provavelmente, tem uma pegada boa e consegue se soltar durante a transa. Preocupa-se com o prazer e a satisfação do par e gosta de inovar no sexo e, mesmo quando algo vai mal, assume a sua responsabilidade e ainda colabora para chegar a uma solução que atenda às necessidades e desejos de ambas as partes.

  • Getty Images

    Você satisfaz o par

    Você pode ser considerado bom de cama, sim. Mas a pergunta que fica é: até quando? Ao que parece, você se preocupa bastante em inovar, principalmente no início da relação. Porém, com a passagem do tempo, tende a ficar acomodado. Talvez ainda precise entender a importância da criatividade no sexo e das preliminares para, então, poder dedicar-se mais a essas questões.

  • Getty Images

    Você gosta do básico

    Não é que você seja ruim de cama, mas prefere o sexo trivial e, quase sempre, segue um roteiro já estabelecido para a transa. Agir assim não é um problema, desde que você encontre um par que também goste de rotina. Em geral, esse tipo de relação tende a se desgastar. Para evitar que isso aconteça, cultive a sensualidade. Troque beijos quentes com o par todos os dias, por exemplo.

  • Getty Images

    É ruim de cama

    Você pode até se satisfazer sexualmente, mas só isso não faz de você uma pessoa boa de cama. Suas respostas indicam que você está mais preocupado com o próprio prazer do que com o do outro. E quando algo vai mal no sexo, você ainda aponta o erro do par, sem antes perguntar-se o que poderia fazer para melhorar. Para mudar, será necessário reconhecer os seus erros na relação e considerar a possibilidade de doar-se mais.

Topo