Comportamento

Você sabe impor limites?

Getty Images
imagem: Getty Images

Faça o teste elaborado com consultoria da especialista em análise do comportamento Vera Regina Lignelli Otero, psicóloga pela USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto.

  • Getty Images

    Sim, com educação e equilíbrio

    Consciente de que não há certo e errado e da importância de respeitar pontos de vistas que sejam diferentes dos seus, você sabe dizer não às pessoas quando acha que convém e faz isso de maneira assertiva. Segundo a psicóloga Vera Regina Lignelli Otero, esse é o caminho para um relacionamento sadio. ?É importante ouvir o outro e expor o que incomoda com clareza e respeito?, declara a especialista.

  • Getty Images

    Até demais!

    Você tende a ser autoritário, individualista e a colocar os seus interesses acima de todos os outros. Por isso, não é raro entrar em confusão. Mas vale tomar cuidado. 'Ao longo da vida, indivíduos que agem dessa maneira poderão acabar isolados e até deprimidos', afirma a psicóloga Vera Regina Lignelli Otero. Por isso, antes de acreditar que sua verdade é absoluta, deixando em segundo plano o ponto de vista dos demais, reflita e questione se esse comportamento é o mais adequado.

  • Getty Images

    Apenas com quem tem intimidade

    Você até sabe dizer ?não? para as pessoas, desde que as conheça bem e se sinta à vontade. Caso contrário, prefere não contrariar, para evitar atritos. Mas, de acordo com a psicóloga Vera Regina Lignelli Otero, é importante estabelecer limites com todos. ?Se a pessoa é autoconfiante, ela terá condições de avaliar o contexto em que está inserida e, por consequência, o que dá ou não para fazer no momento?, completa a especialista.

  • Getty Images

    Não, tem medo de magoar os demais

    Por receio de perder o carinho, a atenção e o apreço das pessoas, frequentemente você se anula e passa por cima das próprias vontades. De acordo com a psicóloga Vera Regina Lignelli Otero, esse comportamento não é saudável e pode causar problemas sérios. 'Muitas pessoas com esse perfil desenvolvem ansiedade, depressão e, às vezes, acabam até se isolando por medo de se sentirem forçadas a fazer algo que não querem', afirma a especialista. Exercite o diálogo, a fim de conseguir expressar o que sente de forma clara e tranquila.

Topo