Últimas de Estilo de vida

O que você sente é paixão ou tesão?

Getty Images
imagem: Getty Images

Para tentar entender seus sentimentos, faça o teste elaborado a partir de entrevista com a psicóloga Malvine Zalcberg, mestre em Psicologia Clínica e doutora em psicanálise pela PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)

  1. 110

    Há quanto tempo você está com seu par?

    Getty Images
  2. 310

    O que atraiu você na primeira vez que viu o par?

    Getty Images
  3. 710

    As discussões entre vocês sempre terminam...

    Getty Images
  4. 1010

    O que você mais admira no seu parceiro?

    Getty Images
  • Getty Images

    Nem paixão nem tesão

    Provavelmente, você conhece seu parceiro há pouco tempo. Talvez, nem exista, de fato, um relacionamento estabelecido entre vocês. Então, ainda é cedo para definir o que sente pelo par. De qualquer forma, há muita curiosidade em conhecê-lo melhor. Basta dar tempo ao tempo.

  • Getty Images

    Tesão

    A atração física é o que move vocês, pelo menos neste estágio do relacionamento. Não há problema algum nisso. A dica é aproveitar bastante essa fase, tomando apenas o cuidado de não pensar apenas no aspecto físico. Quando surgir alguém interessante, não tenha medo de se aprofundar e de vivenciar um sentimento.

  • Getty Images

    Paixão

    Você admira tudo o que seu parceiro é e faz, e isso é ótimo. Então, basta entregar-se ao momento. Mas, assim como uma relação baseada apenas na atração física, saiba que uma hora esse encantamento vai diminuir e que isso é esperado. No entanto, avalie se a paixão é o único combustível para os seus relacionamentos. Relembre seu histórico amoroso: você costuma pular fora de uma relação assim que acaba a paixão?

  • Getty Images

    Amor

    A maioria dos relacionamentos que dura passa pela fase inicial da paixão com tesão e segue adiante, evoluindo para tornar-se amor. Esse sentimento, claro, não exclui o tesão nem uma dose de paixão, mas é uma forma mais madura de se relacionar e de enxergar o par. "Para amar, é preciso empenho, entender que o outro tem defeitos e querer ficar com ele mesmo assim. O amor é construído", diz a psicóloga Malvine Zalcberg.

Topo