Comportamento

Você é viciado em pornografia?

Getty Images
imagem: Getty Images

Para descobrir se seu desejo sexual está sendo muito influenciado pelos conteúdos que consome, faça o teste a seguir

  1. 110

    Faça um cálculo rápido de cabeça: quantas horas semanais você gasta vendo pornografia?

    Getty Images
  2. 410

    Você já acessou conteúdo pornográfico durante o horário de trabalho?

    Getty Images
  3. 910

    Para entrar no clima do sexo, o que é necessário que você faça?

    Getty Images
  • Getty Images

    Não está nem perto disso

    Suas respostas indicam que você não é viciado em pornografia, apenas acessa esse tipo de conteúdo, vez ou outra, como forma de entretenimento. Mas você também parece não ter preconceito com pornôs nem precisa. Não há nenhum problema em consumir pornografia. A situação torna-se preocupante quando você necessita disso para se sentir bem

  • Getty Images

    Não, mas você gosta

    Suas respostas indicam que você tem acessado mais conteúdos pornográficos com o passar do tempo, o que deve ser consequência das facilidades do mundo tecnológico e não da sua necessidade. Porém, se perceber que a sua vontade de ver pornografia está evoluindo muito, pare e tente descobrir se não está utilizando esse hábito como uma fuga para os seus problemas, o que pode ser extremamente frustrante

  • Getty Images

    Ainda não

    Você provavelmente não é um viciado em pornografia. Ainda. Suas respostas indicam que o hábito está começando a se tornar problemático. O viciado em pornografia pode ter problemas de relacionamento e no desempenho sexual com o par. Se perceber que a prática está saindo do controle, tente interromper o acesso por um tempo e veja como se sente. Se necessário, busque acompanhamento de um profissional

  • Getty Images

    Provavelmente sim

    Suas respostas indicam que você tem necessidade de acessar conteúdo pornográfico para se sentir bem. E, mesmo quando tenta parar, falha. Essas duas características, em especial, configuram a dependência. Mas, para ter certeza do diagnóstico, você terá de buscar um profissional especializado em sexo, que poderá ajudá-lo a descobrir de que maneira o hábito interfere na sua vida e indicar a melhor forma de tratamento

Topo