Comportamento

Você está satisfeito com a sua vida sexual?

Getty Images
imagem: Getty Images

Avalie-se respondendo ao teste elaborado com a ajuda da ginecologista Erica Mantelli, especialista em sexologia pela USP (Universidade de São Paulo)

  • Getty Images

    Sim, pois conhece bem o próprio corpo

    Suas respostas indicam que você é bem resolvido, está com a autoestima nas alturas e conhece o próprio corpo como ninguém. Segundo a ginecologista Erica Mantelli, esses fatores são fundamentais para ter relações sexuais satisfatórias. Para se conhecer ainda melhor, o conselho da especialista é não ter vergonha de se masturbar. "A própria pessoa deve descobrir os locais em que gosta de ser acariciada e conversar com o parceiro sobre isso", diz

  • Getty Images

    Não, pois se preocupa demais em agradar ao parceiro

    Você demonstra se preocupar tanto em satisfazer o par na cama que, provavelmente, esquece de sentir prazer quando estão transando. De acordo com a ginecologista Erica Mantelli, embora seja natural querer dar o melhor ao parceiro, também é importante pensar em si na hora H. "Agradar o par não deve ser o ponto principal. O ideal é que seja algo equilibrado e ambos sintam prazer com a relação", afirma a especialista

  • Getty Images

    Não, precisa se soltar mais

    Suas respostas sugerem que você não se sente muito à vontade quando o assunto é sexo. Provavelmente, porque não está bem consigo mesmo. Segundo a ginecologista Erica Mantelli, para ficar mais confiante e conseguir se soltar na cama, é interessante ler sobre o tema, tirar suas dúvidas com um especialista e não ter vergonha de falar sobre suas preferências para o parceiro. "Quanto mais falar sobre sexo, mais fácil vai ser transar e ter uma vida sexual satisfatória", diz a especialista

  • Getty Images

    Sim, pois se dá o direito de experimentar

    Você demonstra estar bem consigo mesmo, não gosta de mesmice e está disposto a inovar na cama. De acordo com a ginecologista Erica Mantelli, quanto mais disposto você estiver para descobrir novas experiências, mais fácil será alcançar uma vida sexual satisfatória. "É importante não ter preconceitos e não acreditar em mitos e tabus", declara a especialista

Topo