Comportamento

Você sabe se desligar dos problemas?

Getty Images
imagem: Getty Images

Avalie se está exagerando nas preocupações, respondendo ao teste elaborado com a colaboração do psicólogo Armando Ribeiro, coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo

  • Getty Images

    Sim, pois tem foco

    Suas respostas sugerem que você é uma pessoa focada e que não se deixa abalar facilmente pelos problemas do dia a dia. Por isso, quando algo não sai conforme o esperado, você procura não se desesperar, mas dar tempo ao tempo e se organizar para resolver uma coisa de cada vez. De acordo com o psicólogo Armando Ribeiro, pessoas assim, em geral, desligam-se mais facilmente dos problemas. "Quem tem mais capacidade de manter o foco fica menos exposto ao estresse e à ansiedade", explica o especialista

  • Getty Images

    Não, pois é muito ansioso

    Suas respostas sugerem que, diante de um contratempo, você costuma se desesperar e ficar aflito. O que não é nada produtivo. "A preocupação excessiva e a dificuldade de se desligar dos problemas ou de mudar o foco da mente já podem ser sintomas de um quadro ansioso", afirma o psicólogo Armando Ribeiro. Nessas situações, tente diminuir o ritmo e pensar melhor, pois a ansiedade pode fazê-lo tomar atitudes precipitadas, que vão prejudicá-lo mais tarde

  • Getty Images

    Não, pois é pessimista

    Suas respostas indicam que você sofre por antecipação e procura manter-se sempre em alerta, para evitar qualquer imprevisto. Mas isso faz com que você não consiga se desligar dos problemas nunca. "Algumas pessoas aprendem desde pequenas que, ao se manterem preocupadas, podem evitar o pior. Mas isso não é verdade", declara o psicólogo Armando Ribeiro. Mais eficiente é controlar as emoções e focar no problema apenas quando estiver realmente em condições de resolvê-lo

  • Getty Images

    Sim, é tranquilo até demais

    Você parece ser uma pessoa centrada e que não se aflige diante dos contratempos. "O autoconhecimento e o autocontrole emocional são fatores determinantes para o sucesso na carreira e na vida pessoal", diz o psicólogo Armando Ribeiro. O que não vale é exagerar na dose e subestimar os problemas ou adiar demais a resolução deles. Em situações urgentes, é preciso agir rápido, para não se arrepender depois

Topo