Comportamento

No sexo, orgasmo é tudo para você?

Getty Images
imagem: Getty Images

Nas suas relações, qual é a importância de atingir o ápice do prazer? Avalie, fazendo o teste elaborado com a ajuda do urologista e terapeuta sexual Celso Marzano, diretor do CEDES (Centro de Orientação e Desenvolvimento da Sexualidade)

  • Getty Images

    Não, mas é importante!

    Para você, o sexo pode ser bom sem o orgasmo. Por outro lado, você não abre mão de ter prazer nas relações e também se empenha para proporcionar satisfação ao par, mas sem cobranças exageradas. "Muitas mulheres não atingem o orgasmo nas relações, mas isso não interfere de modo significativo em seu relacionamento com o par. Porém, quando a falta de orgasmo leva à frustração e ao sofrimento, é preciso buscar ajuda", afirma o terapeuta sexual Celso Marzano

  • Getty Images

    Não, foca no prazer do par

    Você está mais preocupado com o orgasmo do parceiro do que com o seu. Talvez porque, até o momento, não tenha experimentado experiências sexuais tão prazerosas. A falta de autoconfiança também pode estar nas origens desse comportamento, que vale a pena rever. "Quem age assim, com o passar do tempo pode se sentir usado, sem valor e até vir a anular a própria sexualidade", afirma o terapeuta sexual Celso Marzano

  • Getty Images

    Sim, dá muito valor ao orgasmo

    Você já ouviu falar que o importante não é o destino, mas a jornada? Pois saiba que, ao ficar tão preocupado com o clímax, você pode deixar de curtir diversas experiências e sensações no decorrer do sexo. "O orgasmo não pode ser uma finalidade, uma obrigação. Deve ser uma motivação para o autoconhecimento e a troca com o parceiro. O prazer também pode estar relacionado com entrega, relaxamento, sensibilização e até sentimento", afirma o terapeuta sexual Celso Marzano

  • Getty Images

    Não, falta prazer no sexo

    Você não se importa com o orgasmo e, mais do que isso, também acaba abrindo mão do prazer sexual, de maneira voluntária. Essa atitude pode influenciar várias áreas da sua vida, começando pelos relacionamentos. Então, o ideal seria buscar um aconselhamento profissional. "O tratamento de terapia sexual consiste em informar, corrigir conceitos errados e aplicar uma psicoterapia breve, com a finalidade de reduzir a ansiedade e tratar bloqueios", afirma o terapeuta sexual Celso Marzano

Topo