Comportamento

Você sabe ser grato?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra fazendo o teste elaborado com a consultoria de Priscila Gasparini, psicóloga do Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo

  1. 210

    Você conquista o segundo lugar em uma competição e é chamado ao pódio. Como se sente?

    Getty Images
  • Getty Images

    Gratidão explícita

    Suas respostas indicam que você é grato pela vida, procura ver o lado bom de todas as coisas e ainda adora compartilhar sua alegria. "Pessoas gratas enfrentam os problemas com mais garra e são companhias muito agradáveis. A gratidão leva as pessoas a agirem de forma virtuosa e mais altruísta", diz a psicóloga Priscila Gasparini

  • Getty Images

    Ingratidão crônica

    Que mau humor, não? Suas respostas indicam uma ingratidão constante, que só deixa a sua vida mais amarga. O risco é acabar se isolando das pessoas, pois ninguém gosta de ficar ao lado de alguém que reclama de tudo. A boa notícia é que ingratidão tem cura. "Tente praticar e veja a diferença de energia que gera esse comportamento", diz a psicóloga Priscila Gasparini. Assim como a gentileza, gratidão gera gratidão e deixa a vida mais feliz

  • Getty Images

    Gratidão tímida

    Suas respostas sugerem que você é grato pelas boas coisas que recebe da vida, mas nem sempre expressa esse sentimento, talvez por timidez ou excesso de discrição. Expressar gratidão é importante para a criação de vínculos afetivos e um ambiente mais humano. "Dar um bom dia ao vizinho ou agradecer ao porteiro são pequenas atitudes que geram energia positiva entre as pessoas", diz a psicóloga Priscila Gasparini

  • Getty Images

    Gratidão por interesse

    Suas respostas indicam que você só sente e expressa verdadeira gratidão quando a vida lhe presenteia com algo que considera valioso. Rever sua postura pode lhe trazer mais alegria, segundo a psicóloga Priscila Gasparini. Exercite a gratidão pelas pequenas coisas também. "Sendo gratos pelas coisas mais simples, como o trabalho e os amigos, e até pelos insucessos, aprendemos a melhorar como seres humanos", diz a especialista

Topo