Comportamento

O ciúme está atrapalhando a sua relação?

Getty Images
imagem: Getty Images

Reflita sobre o assunto a partir do teste elaborado com a consultoria da psicóloga Andrea Lorena,coordenadora dos setores de pesquisa e tratamento do amor patológico e ciúme excessivo do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo

  • Getty Images

    Não, você não sente ciúme

    Suas respostas sugerem que você não cultiva esse sentimento, tão comum aos casais. "Pessoas que não têm ciúme normalmente são mais autônomas e seguras. Acreditam que não podem ser trocadas com facilidade. Porém, se isso acontecer, irão ficar tristes, mas seguirão em frente", diz a psicóloga Andrea Lorena. O excesso de confiança só atrapalha se fizer o par sentir-se menos importante na relação. Para manter o equilíbrio, procure observar e entender as necessidades e os desejos dele

  • Getty Images

    Não, mas há um grande risco

    Aparentemente, você sofre muito com o ciúme.Porém, por medo de perder o par, sufoca o sentimento tanto quanto possível. Agindo assim, pode até poupar a relação por um tempo, mas o risco é estourar quando chegar ao limite, de forma totalmente exagerada. "É essencial poder falar sobre o que sente com o parceiro, em uma conversa clara e direta. Ele pode, inclusive, ajudá-lo a tratar o problema. A terapia de casal, por exemplo, pode ser uma ótima estratégia", afirma a psicóloga Andrea Lorena

  • Getty Images

    Não, você preserva a relação

    Pelas suas respostas, você parece sentir ciúme em situações pontuais. E, de maneira leve e assertiva, expressa isso ao par. "Nesse caso, o ciúme não é algo nocivo à relação, mas pode até ajudar no crescimento do casal. O sentimento, na dose exata, faz o parceiro sentir-se amado e querido", afirma a psicóloga Andrea Lorena. Na sua relação, aparentemente ambos se respeitam, não abrem mão da própria individualidade e conhecem os limites um do outro. O que, segundo a especialista, é extremamente saudável

  • Getty Images

    Sim, é ciumento demais

    Suas respostas indicam que você sofre com um ciúme excessivo e o expressa de maneira inadequada, prejudicando a convivência com o par. "Por trás desse comportamento, podem estar a insegurança, a baixa autoestima, sintomas depressivos e ansiosos", diz a psicóloga Andrea Lorena. E, nesse caso, o ideal é buscar tratamento. "O ciúme quase sempre é um problema de quem sente. Ainda que o parceiro dê motivos, o que torna o ciúme patológico é a maneira como reagimos a ele", declara Andrea

Topo