Comportamento

Você admite seus erros?

Getty Images
imagem: Getty Images

Errar é humano, mas assumir os próprios erros pode não ser tão fácil assim. Confira qual é o seu perfil, a partir do teste elaborado com a consultoria de Yuri Busin, mestre em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

  • Getty Images

    Não, tem medo

    Suas respostas indicam que você tem muita dificuldade de assumir as próprias falhas, deseja passar ao mundo a imagem de que é perfeito. "Muitas vezes, as pessoas mentem ou omitem com medo de serem punidas ou não compreendidas e, assim, acham que vão esquivar-se de consequências negativas. Contudo, o resultado de mentir, ou de não confessar o erro, pode ser ainda mais desastroso do que a falha em si", afirma Yuri Busin, mestre em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

  • Getty Images

    Sim, para aprender com eles

    Admitir que errou não é fácil para ninguém e, com você, não é diferente. Mesmo assim, quando algo não sai como o planejado, você tem coragem de assumir sua parcela de culpa e, além disso, tenta aprender com as suas falhas. "A melhor forma de lidar com o erro é aproveitar a oportunidade de aprendizado e crescimento que ele traz. Também é fundamental estar tranquilo e confiante para lidar com as consequências que virão depois", diz Yuri Busin, mestre em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

  • Getty Images

    Não, prefere culpar os outros

    Suas respostas demonstram que você acredita, de verdade, que nunca está errado, motivo pelo qual não aceita as opiniões contrárias às suas. Mas esse comportamento pode ser prejudicial ao seu crescimento, além de afastar muita gente. "É importante tentar entender o ponto de vista dos outros, para aprender com eles. Além disso, vale considerar que admitir um erro não é algo ruim ou negativo mas, sim, um ato nobre", afirma Yuri Busin, mestre em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

  • Getty Images

    Sim, é o primeiro a punir-se

    Suas respostas mostram que você é inseguro e acredita que, ao cometer uma falha, demonstra fraqueza. Por isso mesmo, acaba se culpando muito pelos deslizes pessoais, antes mesmo de sofrer as consequências deles. "Para lidar melhor com seus erros, considere que falhar faz parte da vida e pode trazer aprendizado e crescimento pessoal. Não é vergonha nenhuma errar e muito menos admitir que errou", afirma Yuri Busin, mestre em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

Topo