Relacionamento

Quem é você em um episódio de traição?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra, a partir do teste elaborado com a colaboração da psicóloga clínica Giselle Dechen, graduada pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Campinas

  • Getty Images

    Traído

    Ao que parece, sua relação está em crise. Há uma distância entre o casal, que não pode ser percebida à distância, mas é significativa na intimidade. Esses aspectos podem levá-lo a ser uma vítima da traição. Situação que ainda pode ser contornada, após um diálogo franco, se houver boa vontade dos dois. "A melhor maneira de fazer seu parceiro querer continuar ao seu lado é comportar-se positivamente, valorizá-lo e investir em atividades prazerosas, que agradem o casal", diz a psicóloga Giselle Dechen

  • Getty Images

    Traidor

    Talvez você ainda não tenha traído, mas pode fazê-lo a qualquer momento. Aparentemente, você não tem muito controle sobre os seus impulsos e nem se convenceu de que precisa, realmente, ignorá-los ou censurá-los. Além disso, tende a ser individualista e separa bem sexo e amor. "A traição só será tomada como um episódio prejudicial à relação se houver um acordo de fidelidade entre o casal. Em relacionamentos abertos e liberais, ela não é um problema", diz a psicóloga Giselle Dechen

  • Getty Images

    Desconfiado

    Não é possível afirmar se você é ou não uma vítima da traição. Mas, de fato, você sofre como se estivesse passando por essa situação. O que é altamente prejudicial. "A pessoa que assume essa postura pode ter um histórico de traição em seus relacionamentos ou pode ser, simplesmente, muito insegura", explica a psicóloga. De qualquer forma, é interessante buscar apoio. "O caminho do equilíbrio é o autoconhecimento e a terapia pode ajudar", diz a psicóloga Giselle Dechen

  • Getty Images

    Iludido

    Você tem certeza de que nunca será traído, além de cultivar outras verdades que considera inquestionáveis. E é aí que pode estar o problema. "O problema é ter qualquer pensamento que acreditamos ser 100% verdadeiro. Isso geralmente revela uma distorção da realidade", explica a psicóloga. Olhar de modo mais crítico para a sua relação pode ajudá-lo a aparar eventuais arestas. Outro ponto: por mais que você se esforce para que a relação sobreviva, é importante que o par também assuma esse compromisso

Topo