Comportamento

Você conhece seus pontos fortes?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra realizando o teste elaborado com a colaboração da psicóloga Tatiana Oliveira Serra, especializada em análise do comportamento

  1. 310

    Em uma entrevista de emprego, como reage quando alguém pergunta quais são as suas qualidades?

  • Getty Images

    Sim, assim como os fracos

    Você sabe que os pontos fortes de uma pessoa são as habilidades que ela desenvolveu ou ainda os aspectos favoráveis da personalidade. Suas respostam sugerem que você conhece os seus e por isso sabe onde pode se destacar, o que aumenta as suas chances de sucesso. "Quem tem uma postura mais equilibrada sabe de seus pontos fortes e saberá também dos fracos, para aprender a lidar com eles", diz a psicóloga Tatiana Oliveira Serra

  • Getty Images

    Não conhece

    Suas respostas indicam que você não conhece seus pontos fortes, o que pode deixá-lo bastante suscetível e inseguro. Para virar esse jogo, é preciso entrar em um processo de autoconhecimento. Pense: em quais momentos da sua vida você se destacou? Por quê? Ou ainda: o que os seus amigos geralmente elogiam em você? "Se achar necessário, sessões de psicoterapia ou coaching podem ajudar", diz a psicóloga Tatiana Oliveira Serra

  • Getty Images

    Conhece alguns

    Pelas suas respostas, é possível dizer que você reconhece alguns dos seus pontos fortes, mas não todos. Também tem uma certa dificuldade de aceitar suas falhas. Nessa situação, cabe a você fazer um trabalho de autoconhecimento. Contar com a opinião de pessoas próximas, em quem confie, pode ajudar. "Se a pessoa sabe o que ela pode executar com excelência, terá mais chance de obter sucesso", diz a psicóloga Tatiana Oliveira Serra

  • Getty Images

    Sim, mas não os fracos

    Ao que parece, você conhece bem os seus pontos fortes, mas se recusa a ver os fracos. Esse comportamento pode ser encarado pelos outros como arrogância, característica de quem acredita que é a única pessoa habilitada a fazer algo. "É preciso conhecer os pontos fortes e fracos, para aprender a lidar com eles. Se a arrogância for um problema, é possível trabalhar para neutralizá-la", diz a psicóloga Tatiana Oliveira Serra

Topo