Comportamento

Você daria conta de um relacionamento poliamoroso?

Getty Images
imagem: Getty Images

À primeira vista, a possibilidade de ficar com outras pessoas além do parceiro pode soar tentadora. Mas é preciso maturidade para levar a escolha adiante. Avalie se você está preparado, a partir do teste elaborado com a colaboração do psicólogo João Batista Pedrosa e da filósofa Sharlenn Carvalho, consultora de relacionamentos

  • Getty Images

    Sim, está preparado

    O poliamor é um relacionamento aberto, que prevê liberdade, mas também responsabilidade. E você entende perfeitamente esse conceito, o que é o primeiro passo para começar a praticá-lo. "O que faz o poliamor dar certo é o diálogo, o respeito, a honestidade e o comprometimento das partes. Acordos são necessários para que se defina --ainda que temporariamente-- os limites individuais", afirma a consultora Sharlenn Carvalho

  • Getty Images

    Não, é muito ciumento

    No poliamor, a possibilidade de ficar e se envolver com outras pessoas, além do parceiro, é aceita e permitida. O que para muitos parece uma proposta sedutora, para você, é assustadora. Afinal, isso implicaria em dar ao seu par esse mesmo direito. "O ciúme excessivo não combina com o poliamor. Muitos relacionamentos acabam sendo desfeitos por conta desse sentimento de posse", diz o psicólogo João Batista Pedrosa

  • Getty Images

    Não, prefere trair

    Uma das principais características do poliamor é que ele prevê uma relação de honestidade entre todos os envolvidos. "Esse tipo de relacionamento pede alguns acordos de convivência íntima, sexual e social, todos estabelecidos em consenso", explica o psicólogo João Batista Pedrosa. E você não parece estar pronto para seguir tantas regras. Pode ser que, apenas trocando de par, você resolva suas insatisfações, que são principalmente sexuais

  • Getty Images

    Não, se contenta com a monogamia

    Nesse momento, você parece estar satisfeito com o seu relacionamento. Além disso, acha difícil dar conta de um único par, quanto mais de vários! Mas, segundo a consultora Sharlenn Carvalho, esse é só um modo de olhar a questão. "Quando todos se dão bem e convivem, o fator tempo deixa de ser um empecilho. Você vai realmente se dedicar a mais de uma pessoa, porém, mais de uma pessoa também se dedicará a você. No fim das contas, a soma de amor é muito positiva para todos"

Topo