Infância

14 clássicos dos anos 1980 para curtir o Dia da Crianças com os filhos

Do UOL

O Dia das Crianças pode ganhar um outro significado se for aproveitado pelos pais para compartilhar momentos de brincadeiras com os filhos. Com essa ideia em mente, o UOL selecionou 14 brinquedos que fizeram sucesso nos anos 1980. Confira a seguir.

Preços consultados em outubro de 2016 e sujeitos a alterações.

 

  • Divulgação

    Para montar e desmontar

    Nos anos 1980, era difícil encontrar uma criança que não tivesse esses bloquinhos de madeira com janelinhas pretas e vermelhas. O Brincando de Engenheiro III, da Xalingo (www.xalingo.com.br), é composto por 73 peças feitas de madeira reflorestada e pintados com tinta atóxica. Contribui para o desenvolvimento do pensamento lógico, além de ajudar as crianças a terem noção de espaço e coordenação motora. Indicado para crianças a partir de três anos. Preço: R$ 18,61.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Para brincar com a vovó

    Com 75 peças de madeira reflorestada, o jogo Bingo, da Xalingo (www.xalingo.com.br) agrada a várias gerações da família. Inclui 20 cartelas numeradas, uma cartela-guia e uma cartela com instruções do jogo. Para crianças a partir de seis anos. Preço: R$ 35,70.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Repita se puder

    O Genius, da Estrela (www.estrela.com.br), está na seleção dos brinquedos clássicos dos anos 1980 que não foram esquecidos pelo público. O objetivo do jogo é acompanhar e repetir, sem errar, a sequência de luzes e sons, até onde a memória permitir. Além da versão tradicional, a marca lançou também um modelo que cabe no bolso. Para crianças a partir de cinco anos. Preço: R$ 49,99 (de bolso) e R$ 169,99 (tradicional).

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Cuidado para não deixar cair

    O clássico Tira Varetas, da Elka (www.elka.com.br), veio repaginado com o tema "Star Wars", mas o objetivo do jogo continua o mesmo. Cada jogador deve puxar uma vareta por vez para fora do tubo, tomando cuidado para não deixar as bolinhas caírem. Promete momentos de suspense e diversão em família, Preço R$ 74,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    5 opções em 1

    Este é para quem está indeciso. O Jogo 5 em 1, da Xalingo (www.xalingo.com.br), inclui os jogos ludo, damas, trilha, dominó e loto e promete muita diversão para pais e filhos, sem enjoar. Indicado para crianças a partir de oito anos. Preço: 79,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Quem será?

    Ao longo de 30 anos, o Cara a Cara, da Estrela (www.estrela.com.br) --jogo cujo objetivo é adivinhar de quem é o personagem que o adversário esconde-- teve diversas edições e continua fazendo sucesso entre as crianças. Atualmente, conta as opções Liga da Justiça, Hora da Aventura, Disney, Personalizado, entre outras. Para a crianças a partir de seis anos. Cara a Cara Personalizado, R$ 94,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Balança, mas não cai

    O jogo Twister, da Hasbro (www.hasbro.com/pt-br), é também um clássico que propõe uma disputa eletrizante e divertida em família. Estimula o equilíbrio e a estratégia, pois é preciso colocar as mãos e os pés nos círculos coloridos, como pede a roleta, sem cair. Para crianças a partir de seis anos. Preço R$ 99,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Movimentos precisos

    O Jenga, da Hasbro (www.hasbro.com/pt-br), é um jogo clássico de habilidade física e mental e requer muita atenção, estratégia e movimentos precisos. O objetivo é tirar os blocos da base e colocar no topo, sem derrubar a torre. Indicado para crianças a partir de seis anos. Preço: R$ 99,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Aprendiz de detetive

    Brincar de detetive era costume entre as crianças dos anos 1980. Para quem gosta de mistérios, o jogo Clue, da Hasbro (www.hasbro.com/pt-br), é uma ótima opção para resgatar a brincadeira. Ele transforma os jogadores em investigadores e estimula a inteligência e a observação. Indicado para crianças a partir de oito anos. Preço: R$ 99,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    O que você vai ser quando crescer?

    Simulação da própria vida, o Jogo da Vida, da Estrela (www.estrela.com.br), traz situações que envolvem a família, a carreira e o dinheiro e ensina que cada escolha traz consequências. Em sua versão atualizada, conta com um aplicativo para transações on-line. Outra novidade interessante é a opção com novas profissões, como blogueiro e chef de cozinha. Para crianças a partir de oito anos. Preço R$ 114,99 (novas profissões) e R$ 159,99 (com aplicativo).

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Coordenação fina

    Clássico entre os jogos de tabuleiro, o Operando, da Hasbro (www.hasbro.com/pt-br), estimula as habilidades motoras. É preciso operar Sam, o boneco, retirando os objetos de dentro dele, sem tocar nas extremidades. Se o alarme for acionado, o jogador perde a vez. Indicado para crianças acima de seis anos. Preço: R$ 129,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Para estimular a estratégia

    O Banco Imobiliário, da Estrela (www.estrela.com.br), é o jogo de tabuleiro mais popular da marca e fazia a alegria da garotada nos anos 1980. O objetivo é se tornar o jogador com maior patrimônio. A versão atualizada e repaginada vem com um aplicativo que permite transações on-line. Para crianças a partir de oito anos. Preço: R$ 159,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    A todo vapor

    A primeira versão do Ferrorama, da Estrela (www.estrela.com.br), foi lançada em 1973, mas foi nos anos 1980 que o trenzinho elétrico se tornou uma febre entre as crianças. O modelo XP300 é o queridinho do público atualmente e tem linhas mais modernas, uma pista de trem com locomotiva movida à pilha, conjunto de desengate dos vagões e comando de alavanca. Para crianças a partir de seis anos. Preço: R$ 399,99.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Bike com cestinha

    O sucesso da série "Stranger Things" fez todo mundo lembrar como era gostoso sonhar com uma bicicleta com cestinha, como esta aro 16 da Caloi (www.caloi.com), que custa R$ 499.

    Imagem: Divulgação

Topo