Últimas de Estilo de vida

Príncipe George tem infância dourada longe dos flashes

Em Londres, Inglaterra

O príncipe George, de 21 meses, terceiro na linha de sucessão ao trono britânico, terá a sua vida tranquila, protegida dos meios de comunicação, virada de cabeça para baixo com a chegada da irmã. Nas últimas fotografias oficiais do primogênito do príncipe William e sua esposa, Kate, publicadas um pouco antes do Natal, o pequeno menino loiro de olhos curiosos e sorriso travesso exibia uma aparência feliz e segura de si.

Divulgadas aos poucos por seus pais, que querem que o menino cresça longe das lentes, as fotos de "gorgeous George" (adorável George) sempre são recebidas com frenesi pela mídia e pelas redes sociais. As imagens, que mostram George dando seus primeiros passos, cercado dos pais e seu cão cocker, Lupo, ou brincando com uma borboleta no Museu de História Natural, são os poucos registros das aparições públicas do príncipe. Até este sábado, quando visitou a irmãzinha recém-nascida, não haviam sido mais que três, as vezes que o pequeno jovem - que inevitavelmente dinamizou a imagem da família real britânica - foi mostrado (isso, sem contar a divulgação de fotos do menino). 

"Olá, mundo"

George Alexander Louis, que nasceu em 22 de julho de 2013, tinha apenas 27 horas de nascido quando o mundo inteiro o viu pela primeira vez, envolto em uma manta branca nos braços de sua mãe e depois de seu pai. "Tem um bom par de pulmões", disse então o William aos cerca de 200 jornalistas na entrada da maternidade do hospital Saint Mary de Londres.

George fez sua segunda aparição oficial em seu batismo, três meses depois. Mais tarde, o bebê acompanhou seus pais em uma viagem familiar pela Austrália e Nova Zelândia em abril de 2014. Foi seu primeiro compromisso público oficial, durante o qual foi visto brincando com 10 bebês de sua idade na casa do governador geral da Nova Zelândia, em Wellington.

Apesar de seu muito consciente do papel que seu filho terá que desempenhar no futuro, o duque e a duquesa de Cambridge desejam que o príncipe George leve "uma vida tão comum quanto for possível" enquanto for uma criança, segundo afirma a equipe do príncipe William.

O primeiro aniversário de George foi organizado seguindo essa filosofia, longe dos flashes e das câmeras: o garoto soprou em casa sua primeira velinha, que enfeitava um bolo preparado pela mãe, na presença do círculo familiar mais próximo, incluindo sua bisavó, a rainha Elizabeth II.

Um presente de Barack Obama

Apesar de tudo isso, o pequeno tem uma infância fora do comum. George vive com seus pais, sua babá espanhola Maria Teresa Turrión Borrallo e seu cachorro Lupo, entre o palácio londrino de Kensington e a imponente casa de campo de Anmer Hall, situada na propriedade real de Sandringham (Norfolk, leste da Inglaterra).

O menino passou as férias no Caribe, em Isla Mosquito, ilha particular do arquipélago de Granadinas. Além disso, é muito mais mimado que sua bisavó: no ano passado recebeu mais de 700 presentes vindo do mundo inteiro, incluindo um cavalinho de brinquedo do presidente americano Barack Obama, pelo seu primeiro aniversário.

Sua tenra idade não o impede de já ser um "ícone da moda", como decretou a revista americana Vanity Fair. Todos os seus modelitos, muito clássicos, quando não 'retrôs', são analisados minuciosamente pela mídia, blogs especializados e pelos internautas, suscitando tanta paixão quanto os "looks" de sua mãe.

Mas como todo irmão mais velho, George poderia sentir ciúmes com a chegada da irmãzinha, e temer perder o "trono" no coração de seus pais. Segundo a especialista em assuntos reais Katie Nicholl, William e Kate se prepararam para isto e têm paparicado muito George, para que ele não se sinta deixado de lado com a chegada da caçula.

Topo