Gravidez e filhos

Remédios para asma podem prejudicar crescimento em crianças, sugere estudo

Thinkstock
Estudo preliminar descobriu uma relação entre uso de corticoides inalados e crescimento imagem: Thinkstock

Crianças pequenas que tomam remédio para asma antes mesmo de completarem dois anos de idade podem ter seu crescimento prejudicado, conforme sugere um estudo preliminar realizado com 12 mil crianças e apresentado na Conferência da Sociedade Europeia de Endocrinologia Pediátrica.

Segundo a pesquisa, liderada por Antti Saari, da University of Eastern Finland, as crianças que fizeram uso dos corticoides inalados (ICS) para o tratamento da asma tiveram prejuízos no crescimento.
 
Estudos anteriores já haviam relacionado o uso desse tipo de remédio com limitações no crescimento.
 
Especialistas reforçam que essa pesquisa serve para ressaltar a importância de se ter cuidado redobrado ao receitar corticoides para crianças muito pequenas.
 
A organização "Asthma UK", porém, afirmou que corticoides inalados têm um papel crucial no controle dos sintomas da asma na infância – especialmente para diminuir o número de vezes que as crianças precisam ser levadas ao hospital por causa de crises.
Thinkstock
Para Asthma UK, redução no crescimento é 'preço baixo' por remédios que salvam vidas imagem: Thinkstock
A asma é uma doença crônica que afeta cerca de 20 milhões de pessoas no Brasil, segundo dados oficiais. Oito pacientes morrem por dia em decorrência do problema.
 
O principal tratamento para a asma é feito com corticoides inalados que podem ser encontrados em medicamentos com inaladores – mas eles também são conhecidos por causar efeitos colaterais em algumas pessoas.
 
A recomendação dos médicos é que crianças que costumam tomar corticoides inalados para o tratamento da asma devem ter um acompanhamento rígido e frequente de peso e altura todo ano para observar qualquer sinal de crescimento reduzido.
 
Pesquisa
 
Como líder do estudo, Saari explicou que sua equipe analisou as informações sobre altura dos pais das crianças, assim como os dados do peso delas e de quanto de medicamento para asma elas tomavam para calcular o crescimento e a altura esperados.
Thinkstock
A pesquisa reforça a importância de se ter cuidado ao receitar corticoides para crianças imagem: Thinkstock
Ele descobriu uma relação entre uso de corticoides inalados e crescimento que pode significar 3 cm de perda de altura para essa criança quando ela se tornar adulta. "É importante que os médicos pensem duas vezes antes de receitar esse tipo de medicamento a crianças dessa idade (abaixo de dois anos)", explicou.
 
Jonathan Grigg, médico honorário da British Lung Foundation e professor de medicina respiratória pediátrica na Universidade Queen Mary em Londres, disse tratar crianças muito novas com sintomas de asma.
 
"Não conseguimos descobrir o tratamento ideal para crianças tão novas com esse problema. Não é muito claro quais delas precisam e quais não precisam de tratamento com corticoide. Muitas crescem sem desenvolver asma e não precisam de tratamento no futuro."
 
Segundo ele, um novo e maior estudo com grupos de crianças de diferentes idades precisa ser feito para descobrir mais detalhes sobre isso.
 
Já a diretora de políticas e pesquisas na organização Asthma UK disse que corticoides inalados são fundamentais para reduzir e controlar os sintomas da asma e o impacto deles na altura é "relativamente menor".
 
"Nenhum pai deve parar de dar esses medicamentos para seus filhos, porque uma pequena redução no crescimento é um preço muito baixo a pagar por remédios que podem salvar a vida de suas crianças", acrescentou.
Topo