Gravidez e filhos

Veja dicas de fotógrafos sobre ensaios com bebês e como fazer bons retratos em casa

Bárbara Stefanelli

Do UOL, em São Paulo

Depois da febre dos ensaios fotográficos com gestantes, agora a moda entre as mães são as sessões com bebês recém-nascidos. Apesar de a tendência ser praticada há anos no exterior, os ensaios especializados estão se popularizando no Brasil só agora. A fotógrafa australiana Anne Geddes, uma das precursoras do estilo, estourou no fim dos anos 90. Os livros dela, com bebês fofos estampados nas capas, fizeram sucesso nas prateleiras das livrarias.

Em entrevista para o UOL Gravidez e Bebês, Anne diz que considera importante registrar as crianças desde o início da vida e afirma que retratos do tipo ainda ajudam a estreitar os laços entre os familiares. "Eu realmente adoro bebês e tudo o que eles representam. Para mim, eles são um retrato do futuro, das promessas e de nosso potencial, além de serem incrivelmente lindos. E, como artista, eu os vejo como uma continua inspiração."

Por causa dos avanços digitais, a australiana diz que a vida de familiares que desejam retratar recém-nascidos ficou muito mais fácil. "Há muitas pessoas carregando câmeras e, portanto, uma grande vontade de captar imagens das pessoas que são queridas para nós". No entanto, se quiser ter fotos profissionais de um bebê, é preciso ter algumas informações em mente, além de cuidados com a saúde da criança.

Como funciona o trabalho?
Segundo fotógrafos de recém-nascidos, o ideal é que esse tipo de ensaio seja feito com bebês entre cinco e 20 dias de vida. A fotógrafa Daniela Margotto, no ramo há cerca de um ano e meio, diz que, nessa fase, os bebês são mais flexíveis e "dá para dobrar as perninhas e fazer poses". A profissional ainda explica que, até os 20 dias, os bebês não costumam ter cólicas e dormem um sono profundo na maior parte do tempo, facilitando o processo.

O local das fotos deve estar preparado para receber bem mães e bebês: elas por terem acabado de ter um filho; os recém-nascidos por serem muito sensíveis. As sessões duram cerca de três horas e devem ser feitas em estúdios climatizados e devidamente higienizados. As mães não devem se esquecer de trocar a fralda nem de amamentar as crianças que, nessa fase, se alimentam de três em três horas.

Dicas de Anne Geddes para ter boas fotos

Permaneça com a câmera em mãos, para captar com maior facilidade um momento do bebê que pode surgir.
Inclua os familiares em algumas fotos. No futuro, as crianças vão querer saber como os pais eram na época do ensaio. Isso ajuda a estreitar os laços familiares.
Sempre que possível, use luz natural. É mais fraca e charmosa do que uma luz dura e direta.
Tente capturar não só a imagem de um recém-nascido, mas a personalidade de cada criança.
Observe trabalhos de outros fotógrafos, indo a museus e galerias e folheando revistas de fotos.

"O mais importante é prezar pela saúde e segurança da criança. Quando coloco o bebê dentro de um cesto, por exemplo, ponho pesos, como saquinhos de arroz, para o objeto não tombar. Também coloco cobertores, para o bebê ficar em um tipo de caminha, e climatizo o estúdio para deixar em uma temperatura boa para ele", explica Daniela, que costuma lavar todos os figurinos e objetos usados com sabão líquido de coco após cada sessão.

Para a fotógrafa Simone Silvério, também especializada em ensaios com recém-nascidos, vale visitar o local e conhecer o profissional antes de levar a criança para o ensaio.

“É importante conhecer o repertório do fotógrafo, saber onde ele aprendeu e estudou, e conversar com o profissional, para perguntar se ele faz montagens de fotos. Tem gente que não conhece algumas técnicas, como, por exemplo, as usadas nas fotos de bebês pendurados [veja exemplos no álbum], e acha que pode sair pendurando bebês em galhos", explica Simone.

Para deixar as crianças ainda mais confortáveis, o fotógrafo Roni Sanches opta por não usar flashes. "Uso só a luz natural, para não assustar a criança". Sanches ainda diz que só faz esse tipo de ensaio em seu estúdio, para ter maior controle das condições.

Há fotógrafos, porém, que aceitam ir à casa da família para realizar o trabalho. Nesses casos, o preço sobe. Segundo a apuração, se realizado em estúdio, esse tipo de ensaio custa entre R$ 1.000 a R$ 1.500 (pacote básico com dez a 20 fotos).

Cuidados com recém-nascidos
Para o pediatra Sylvio Renan, por causa da "imunidade baixíssima", nas primeiras quatro semanas de vida da criança, o ideal é que esses ensaios sejam realizados em casa. por ser o ambiente que a criança já está acostumada e onde o risco de infecção é menor. "Nessa fase, o bebê está sujeito a pegar qualquer quadro infeccioso. Uma simples gripe para a criança pode evoluir para uma pneumonia."

Se fizer o ensaio, o médico aconselha a verificar se o estúdio é saudável e limpo. Normalmente, por serem fechados, esses locais têm proliferação de fungos. Ele também sugere evitar a manipulação excessiva das crianças e se o fotógrafo estiver resfriado ou com rinite, por exemplo, é melhor adiar o ensaio. O médico ainda afirma que, assim como os pais lavam bem as mãos ao mexer com o bebê, os fotógrafos devem fazer o mesmo. 

Topo