Infância

Campanha propõe união familiar por diversão longe da tecnologia

Thinkstock
Os pais devem ser o exemplo de que é possível se divertir sem TV, tablet ou outro tipo de tela imagem: Thinkstock

Thais Carvalho

Do UOL, em São Paulo

A partir da próxima segunda-feira (29) até o dia 6 de maio (domingo), acontecerá a Semana Sem Tela, uma iniciativa do Instituto Alana, organização não governamental que atua em defesa da criança, para "desligar" crianças e adultos de televisões, tablets e celulares.

Segundo a coordenadora de mobilização da instituição, Gabriela Vuolo, a campanha tem como objetivo alertar a todos sobre o consumo em excesso das telas para o entretenimento. Porém, a intenção não é ser radical, já que esses aparelhos são essenciais em certos momentos da vida, como no trabalho.

"É um convite para uma semana de reflexão. A ideia é aproveitar e pensar sobre o impacto do exagero do uso das telas na nossa vida, especialmente no desenvolvimento das crianças", afirmou em entrevista ao UOL Gravidez e Filhos. "Mais do que uma mudança radical, a proposta é refletir sobre o tempo e descobrir outras formas de entretenimento."

De acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP), crianças até dois anos não devem ter nenhum tipo de contato com a televisão, pois não existem programas educativos para essa faixa etária e a tela pode prejudicar o desenvolvimento cognitivo.

Este é o primeiro ano da Semana Sem Tela no Brasil. Para Gabriela Vuolo, é importante o exemplo dos pais para que os filhos consigam enxergar que brincadeiras sem tablets e TVs também são uma forma de divertimento.

"O exemplo é fundamental. Não dá para proibir a criança de assistir ao desenho na  televisão e correr para o tablet. Esse é um exercício também para os pais e adultos que, muitas vezes, não conseguem diferenciar o trabalho do entretenimento", disse.

No site do Instituto Alana (www.alana.org.br) é possível encontrar 101 dicas para encarar os sete dias sem as telas. Veja aqui alguns exemplos:

- Brinque de jogos de tabuleiro com a família e amigos;

- Limpe ou faça uma nova decoração no seu quarto;

- Faça bonecos com meias velhas e prepare um teatro de fantoches;

- Prepare um bolo ou biscoitos e convide amigos para comer;

- Planeje um piquenique.

De acordo com Gabriela,  o Alana sabe que nem todas as dicas são possíveis para todos os lugares, principalmente os grandes centros urbanos, e que é preciso um planejamento para dar certo.

"As telas oferecem uma imensa facilidade, e o que a gente está propondo é uma semana diferente. Para isso, as pessoas têm de se preparar. É uma boa oportunidade para unir e estimular a família a pensar em todas outras opções."

Topo