Infância

Mais de duas horas de TV por dia aumentam risco de pressão alta

Thinkstock
Especialistas recomendam que a criança realize uma hora de atividade física por dia imagem: Thinkstock

Do UOL, em São Paulo

Criança que passa mais de duas horas por dia diante da TV ou computador ou videogame tem 30% mais risco de desenvolver pressão alta. A conclusão é de um estudo publicado no periódico "International Journal of Cardiology", com escritórios na Austrália, no Reino Unido e na Índia.

A pesquisa, realizada por especialistas da Universidade de Saragoça, na Espanha, e da USP (Universidade de São Paulo), também concluiu que não praticar atividade física ou se exercitar menos de uma hora por dia aumenta em 50% o risco de ter pressão alta.

De acordo com Augusto César F. de Moraes, pesquisador da USP que colaborou com o estudo, a pressão alta pode causar diversos problemas cardiovasculares, como doenças isquêmicas do coração, que provocam angina ou infarto.

Os cientistas se basearam nos dados do estudo "Identification and Prevention of Dietary  and Lifestyle  induced Health Effects in Children and Infants" (Identificação e Prevenção da Alimentação e do Estilo de Vida e seus Efeitos na Saúde de Bebês e Crianças, em tradução livre do inglês), que avaliou por dois anos a alimentação de mais de 5.000 crianças e bebês de oito países da Europa (Espanha, Alemanha, Hungria, Itália, Chipre, Estônia, Suíça e Bélgica), com idades entre dois e dez anos.

Os resultados mostraram que a incidência de casos de pressão arterial elevada entre as crianças durante o estudo foi alta: a cada mil crianças, 110 foram diagnosticadas com pressão alta.

A atividade física ajuda a prevenir a pressão alta, pois o exercício é um vasodilatador (que aumenta o calibre dos vasos) potente, já que ao fazer qualquer exercício, a taxa de oxigenação do coração aumenta, e, ao mesmo tempo, diminui a pressão arterial.

Topo